InícioCuriosidadesÁgua de banheiro usada em hospital para beber por quase 30 anos

Água de banheiro usada em hospital para beber por quase 30 anos

Publicidade

Descobriu-se que funcionários e pacientes de um hospital japonês acidentalmente beberam água do banheiro em vez de beber água potável por quase 30 anos sem perceber.

De acordo com o jornal Japanese News Outlet Yomiuri Shimbun, foi anunciado em 20 de outubro pela Universidade de Osaka que alguns dos encanamentos de água encanada em áreas específicas do departamento da escola foram implementados incorretamente, o que significava que os encanamentos de água potável estavam conectados ao banheiro.

Para piorar a situação, o problema ocorre há quase 30 anos, desde que o hospital foi inaugurado em 1993 e 120 torneiras foram consideradas defeituosas.

Continue a ler após a publicidade.

Crédito: Alamy

Foi relatado que funcionários e pacientes bebiam, se lavavam e gargarejavam com a água da privada.

Apesar de o problema se prolongar por tanto tempo, ninguém percebeu até que o hospital se preparou para construir um novo prédio de diagnóstico e tratamento, onde o problema foi descoberto durante a fiscalização.

Relatos dizem que o hospital verifica, de fato, a cor, o sabor e o cheiro da água uma vez por semana, com base nos registros existentes, o que sugere que não houve nenhum problema desde 2014.

No entanto, a Universidade afirma que não foram encontrados riscos à saúde durante a investigação.

Crédito: Alamy

Em uma entrevista coletiva, o diretor e vice-presidente Kazuhiko Nakatani se desculpou.

No texto traduzido, ele disse: “Lamento muito que o hospital universitário que oferece atendimento médico avançado tenha causado ansiedade”.

Continue a ler após a publicidade.

Ele acrescentou que há 105 prédios na universidade que usam simplesmente água tratada de poço, e que a escola vai verificar a conexão de suas tubulações de água.

Recomendamos:  Ela foi abandonada na cadeira de rodas, mas após seu resgate esta passando seus últimos anos com muito amor

Continuando com o assunto dos banheiros, muitas pessoas conseguirão voltar a ouvir a ordem, pouco antes de uma longa viagem de carro, para fazer xixi, “por precaução”.

Crédito: Alamy

O professor Stergios Doumouchtsis é um dos maiores especialistas em uroginecologia e disse recentemente ao site: “Em uma base circunstancial, não há problema em fazê-lo. É amplamente feito e não causará nenhum dano.

“Mas começa a afetar a bexiga quando você faz isso sempre — por exemplo, se você é um professor e vai habitualmente a cada hora entre cada aula. Isso pode resultar em uma mudança na função da bexiga.

“Essencialmente, você sensibiliza a bexiga, ela se torna mais sensível. A bexiga aprende a dar sinais de plenitude em volumes mais baixos.

“O propósito da bexiga como reservatório de urina pode ficar comprometido, portanto, a bexiga começará a precisar ir ao banheiro e a enviar sinais de urgência muito cedo, quando os volumes da bexiga estiverem mais baixos ou com maior frequência.

“A bexiga não se tornará necessariamente anatomicamente menor. Mas funcionalmente é menor.

“Portanto, pode afetar nossas atividades porque ficamos mais engajados com os chamados da bexiga.”

*Imagem de capa meramente ilustrativa

Publicidade

Se você gostou desse artigo, entre aqui e veja mais histórias interessantes. via: Ladbible

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais vistos