Casal vandaliza quadro de $440.000 após confundi-lo com uma exposição interativa

Um casal que visitava uma galeria de arte em um shopping em Seul, na Coreia do Sul, vandalizou por engano uma tela do grafiteiro americano JonOne, disse o chefe da exposição à Reuters na sexta-feira.

O casal, que está na casa dos 20 anos, estava visitando a exposição no dia 28 de março quando confundiu os recipientes de tintas e pincéis – que foram intencionalmente expostos na frente da obra de JonOne – como sinais para o público contribuir, segundo a ABC News.

Uma câmera de vigilância capturou o casal pegando tinta e acrescentando à obra de arte. Suas marcas podem ser vistas na forma de manchas verde-escuras, informou a ABC News.

A arte do grafite do artista JonOne retratada em 2 de abril com uma barreira e uma placa de “não toque” que foram adicionadas após algumas marcas pintadas nela.

A polícia analisou as imagens de vigilância e prendeu o casal no shopping, e mais tarde eles foram soltos sem serem cobrados, disse Kang Wook, CEO da Contents Creator of Culture, que co-organizou a exibição, à ABC News.

“Eles pensaram que podiam fazer isso como arte participativa e cometeram um erro”, disse Kang ao canal. “No momento, estamos discutindo com o artista sobre a possibilidade de restaurar o quadro.”

O casal adicionou essas manchas verde-escuras à pintura de JonOne, disseram a equipe da galeria à ABC News.

JonOne, cujo nome completo é John Andrew Perello, nasceu em Nova York e agora mora em Paris.

O artista pintou a peça, “Sem título”, em 2016 na frente de um público em Seul.

Na exposição de pintura ao vivo de 2016, JonOne intencionalmente manteve os recipientes de tinta e pincéis na frente do trabalho final. Os mesmos acessórios foram exibidos na galeria atual para mostrar a história do trabalho de JonOne.

Recomendamos:  Homem talentoso desenha belas cenas em veículos sujos

A agência de JonOne disse à ABC News que a pintura vale $ 440.000.

JonOne posa com uma de suas obras em Lisboa no dia 10 de setembro de 2020.

Um representante do artista também disse à ABC News que JonOne “não planeja responder ao incidente.”

De acordo com a Reuters, depois que os dois visitantes adicionaram tinta ao graffiti, a galeria acrescentou uma barreira e uma placa de “não toque” na frente dela.

Os representantes da JonOne não responderam imediatamente ao pedido de comentários do Insider.

Se você gostou dessa matéria, clique aqui e descubra mais informações e histórias interessantes. via: insider


- Publicidade -

Últimas entradas

- Publicidade -