“Descubra

Descubra como a mulher de cada signo ama

Como cada mulher ama? O amor é um sentimento muito especial e, ao contrário do que dizem algumas pessoas, existe, sim, várias maneiras de amar. Prova disso são as doze formas diferentes de viver uma paixão que a Astrologia revela. Cada signo expressa os seus sentimentos de uma maneira particular.

Os signos do Elemento Fogo (Áries, Leão e Sagitário), por exemplo, são mais intensos. Touro Virgem e Capricórnio, signos de Terra, costumam levar muito a sério os romances. Já Gêmeos, Libra e Aquário, de Ar, adoram namoros descontraídos. Os signos de Água (Câncer, Escorpião e Peixes) são os mais apaixonados. Agora, você vai descobrir como cada mulher ama!

Como cada mulher ama de acordo com os signos:

Áries (21/3 a 20/4) – Jeito de ser: apesar do seu jeito independente, quando você encontra um amor, se doa por completo e costuma realizar todos os desejos do par. E não é difícil de você ficar, de repente, superapaixonada. No entanto, não suporta traição e, ao menor sinal de infidelidade, não pensa duas vezes antes procurar uma nova paixão – Foto: Reprodução/GettyImages

Touro (21/4 a 20/5) – Jeito de ser: sempre muito prudente, você não toma nenhuma iniciativa até saber onde está pisando, ou seja, se é correspondida ou não. Porém, com carinho, beijos e insinuações, deixa o amado aos seus pés. E não gosta de enrolação, fala dos seus sentimentos ou sobre os problemas na relação sem rodeios – Foto: Reprodução/GettyImages

Gêmeos (21/5 a 20/6) – Jeito de ser: pelo seu ponto de vista, romance em que as pessoas se comunicam bem tem uma bela chance de dar certo. E com isso você não precisa se preocupar, geminiana, pois conversar é com você mesma. Prefere pessoas que não peguem no seu pé, mas, quando se entrega, enche o par de declarações, surpresas e agrados – Foto: Reprodução/GettyImages

Câncer (21/6 a 21/7) – Jeito de ser: muito insegura, você precisa acreditar mesmo no cara para depois se deixar levar no amor. Porém, sua entrega é admirável, pois é capaz de agir com devoção e se dedicar integralmente ao par. Esse romantismo faz de você uma amante praticamente perfeita, que adora beijos, carícias e dengos – Foto: Reprodução/GettyImages

Leão (22/7 a 22/8) – Jeito de ser: para você, leonina, a felicidade é se apaixonar, não é? Mas para que isso aconteça não podem faltar duas coisas importantíssimas: a admiração e a lealdade. Por isso, qualquer deslize do parceiro pode ser fatal ao relacionamento – Foto: Reprodução/GettyImages

Virgem (23/8 a 22/9) – Jeito de ser: você costuma analisar o terreno antes de entrar na guerra. Ou seja, vai procurar saber tudo sobre o seu amor antes de se entregar de vez ao romance. Quando enfim acontece, adora um namoro cheio de abraços, beijos e carícias, mas tudo muito tranqüilo e discreto – Foto: Reprodução/GettyImages

Libra (23/9 a 22/10) – Jeito de ser: você ama ganhar flores sem motivo, adora surpresas românticas e não vive sem uma boa história de amor. Não disfarça quando gosta de alguém e seu dia-a-dia fica mais mágico. Sedutora, curte jogar charme na conquista, mas pode ficar indecisa entre dois amores. Depois que decide, o romance vira prioridade – Foto: Reprodução/GettyImages

Escorpião (23/10 a 21/11) – Jeito de ser: como em outros campos da vida, no amor você também é muito determinada: enfrenta o que for para ficar ao lado de quem ama. Muito conquistadora, doa tudo de você para viver um relacionamento seguro e cheio de amor, tanto que chega até a disfarçar quando se sente insegura – Foto: Reprodução/GettyImages

Sagitário (22/11 a 21/12) – Jeito de ser: sua liberdade está acima de tudo, por isso, pensar em ficar com alguém que pegue no seu pé lhe dá arrepios. O namoro ideal é regado a muita confiança, pois, mesmo estando loucamente apaixonada, não deixará seus programas e amigos. Mas, se resolve assumir um relacionamento, fará tudo para que dê certo – Foto: Reprodução/GettyImages

Capricórnio (22/12 a 20/1) – Jeito de ser: Você é uma companheira para todas as horas, mas precisa de alguém que lhe apoie também. Quando está apaixonada, expressa seu lado romântico, carinhoso e bem-humorado, porém, só fica à vontade com a relação se tiver certeza de que ama e que seu sentimento é correspondido – Foto: Reprodução/GettyImages

Aquário (21/1 a 19/2) – Jeito de ser: sempre muito racional, você prefere resolver tudo com a cabeça e não com o coração, pois sentimentalismos não fazem parte da sua personalidade. Para lhe conquistar, a pessoa tem que saber e, principalmente, gostar de conversar sobre qualquer assunto – Foto: Reprodução/GettyImages

Peixes (20/2 a 20/3) – Jeito de ser: sua vida é regida por grandes paixões, se não está com alguém, seu coração se entristece e você tende a se sentir sem motivação. Pode se apaixonar logo de cara e achar que está diante do amor da sua vida, pois costuma se empolgar bastante com relacionamentos novos – Foto: Reprodução/GettyImages

via; eufalei

Mulher adota uma cadela idosa e descobre que ela foi a sua melhor amiga de infância

Crescendo como filha única, Nicole Renae geralmente se sentia um pouco solitária na sua juventude. No entanto, isso mudou quando ela fez 10 anos de idade. Para o seu aniversário, Nicole recebeu uma prenda de sua avó: uma cadelinha, chamada Chloe. Desde o início, as duas eram inseparáveis. “Eu simplesmente a amava até a morte.”, disse Nicole “Ela era minha melhor amiga.”

Ao longo dos anos, o vínculo entre Nicole e Chloe se tornou cada vez mais forte. “Ela era um animal tão doce.”, disse Nicole. “Ela lamberia meu rosto para sempre se eu não a impedisse.”

Infelizmente, a relação entre as duas amigas foi interrompida.

Quando Nicole tinha 14 anos, seu pai começou a trabalhar em casa, mas isso veio com uma advertência devastadora. A casa precisava ser transformada em um escritório, sem distrações audíveis.

“Ele foi informado que não poderíamos ter animais de estimação.”, disse Nicole. “Nós não tínhamos escolha. Eu era apenas uma criança, então eu obviamente não tinha escolha no assunto. Foi doloroso. Eu não queria me livrar da minha cadelinha.”

Então, a família entregou Chloe a uma sociedade humana local…

“Eu pensei que nunca mais iria ver ou ouvir falar dela.”, acrescentou a mulher. “Enquanto os anos passavam, eu sempre pensei nela.” Com o tempo a mulher cresceu, se casou e teve um filho próprio, mas ainda faltava algo em sua vida.

Conhecendo a alegria de ter um cachorro, Nicole queria dar o mesmo à filha. A mulher encontrou uma publicação no Facebook sobre uma cadela que precisava de uma nova casa. “Eu vi a sua foto e pensei: ” Esse animal parece um pouco familiar.”

Sabe que mais? Ela também se chamava Chloe. Então, a mulher decidiu adotar a cadela, sem perceber que as duas já estavam bem familiarizadas.

“Ela correu até mim e começou a lamber meu rosto.”, disse ela. “À medida que o tempo passava, todas essas características apenas me lembravam minha antiga cadela”.

Chloe, ao que parece, sabia que sua adoptante era sua velha amiga desde o início.” Ela continuou me abraçando. Eu estava chorando, isso me lembrou muito da minha Chloe.”, disse Nicole. “Nunca pensei em ver minha cadela de novo, mas eu só sabia em meu coração que era ela.”

“Toda a minha família pensou que eu estava louca.”, disse Nicole. Mas, a cadelinha tinha microchip en depois de uma ida ao veterinário, eles perceberam que se tratava do antigo animal. “Era ela”, disse Nicole. “Eu literalmente senti como se eu tivesse ganho a loteria. Era apenas o melhor sentimento. Eu pensei que nunca mais a veria.”

Reunida com sua melhor amiga, Chloe finalmente chegou em casa!

Chloe tem agora 11 anos de idade, mas ainda é tão saudável e enérgica quanto Nicole se lembrava.

Quais são as chances de isso acontecer? Não acredita em milagres? Essa história é a prova que eles existem… Compartilhe esse reencontro emocionante com seus amigos e familiares!

via; historiascomvalor

Conheça a história real que originou o filme “O menino que descobriu o vento”

Por Nara Rúbia Ribeiro

Em 2009, William Kamkwamba, jovem que inspirou a criação do protagonista do filme “O menino que descobriu o vento”, gravou um vídeo no qual ele introduzia a sua palestra com a seguinte observação: “Eu falarei rapidamente sobre uma das minhas invenções que tenho mais orgulho” e, a partir de então, descreve a “máquina simples” que mudou a sua vida para sempre.

Conforme descrito no site R7, William Kamkwamba nasceu em uma família de camponeses na vila de Kasungu, no Malaui. Apesar de sempre ter vivido na pobreza, a situação se complicou em 2001, quando uma seca assolou a região e causou grandes transtornos para toda a comunidade. Muitos morreram de fome e William e sua família passaram a se alimentar apenas uma vez ao dia.

Embora em condições precárias de existência, ele decidiu continuar na escola: “Eu estava determinado a fazer qualquer coisa para poder aprender. Então eu fui para a biblioteca e li livros de ciências, em particular de física”, conta. Ele não tinha domínio do inglês, contudo nem mesmo isso o impediu o analisar e de interpretar figuras e diagramas para tentar compreender o que estava nos livros.

Um desses livros, por “sorte” explicava como um moinho de vento poderia bombear água e até mesmo gerar eletricidade. Esse livro mudou para sempre o destino de William. “Bombear água significava irrigação. Uma defesa contra a fome, pela qual nós estávamos passando naquela época”. Foi aí que ele decidiu construir um moinho sozinho.

Moínho construído por William

Com esse objetivo bem delineado, o menino inventor teve que improvisar matérias-primas essenciais para a construção. Para isso, valeu-se de um ferro-velho e juntou tudo o que julgou  útil: “quadro de bicicleta, roldana, tubo plástico, ventilador de trator, amortecedor e outras peças enferrujadas bastaram para construir um moinho capaz de gerar 12 watts de eletricidade – suficiente para ligar quatro lâmpadas e dois rádios em sua casa. Depois, William partiu em outra missão: construir um moinho capaz de gerar no mínimo 20 watts, o suficiente para bombear água e irrigar toda a vila”.

Abaixo, confira a TED De William e saiba, por meio o próprio jovem, os detalhes que inspiraram o filme:

Se achou esta história inspiradora, compartilhe com seus amigos e familiares… e não se esqueça de assistir ao filme!

via; revistapazes

Conselho para todas as minhas amigas solteiras: Vivam!

Por favor, joguem essa carência pro lado, sacudam a poeira da necessidade constante de ter alguém com quem conversar no Whatsapp, e venham viver a vida com tudo o que ela tem de bom para oferecer.

Toda mulher solteira já teve medo de ser solteira. Essa frase é muito esquisita, mas acredito que seja uma verdade para muitas mulheres. Eu mesma confesso que já passei por isso, mas hoje já enxergo a grande besteira que é sentir medo de ser solteira.

Se tentarmos entender a origem disso tudo, começaremos a filosofar sobre os inúmeros padrões que a sociedade estabelece e como isso afeta principalmente as mulheres, que desde pequenas se veem na obrigação de seguir o famoso “felizes para sempre” da Disney.

Bom, mas esse texto não é para indagar os padrões e nem tentar entender por que a sociedade é tão sacana com a mulher em alguns aspectos. Esse texto é para realmente tentar libertar essas mulheres solteiras que se sentem tão pressionadas.

Meu grande e precioso conselho para as minhas amigas solteiras é apenas um: vivam. Existem tantas coisas maravilhosas para se fazer quando se é solteira. Por favor, joguem essa carência pro lado, sacudam a poeira da necessidade constante de ter alguém com quem conversar no Whatsapp, e venham viver a vida com tudo o que ela tem de bom para oferecer.

Nem de longe esse é um texto para incentivar o desapego. Até porque seria um pouco esquisito alguém como eu desacreditar no amor. Não. Eu acredito muito na importância do amor pelo outro. Mas eu também acredito MUITO no amor próprio. É ele que nos move o tempo todo, que nos faz descobrir coisas novas, superar obstáculos, e enxergar o mundo de várias formas diferentes ao mesmo tempo.

Estar com alguém é realmente muito bom, não nego. Porém, estar sozinha também é extraordinário. E confesso que morro de aflição de ver esse monte de mulheres que simplesmente não conseguem passar um fim de semana sozinhas, que não ficam um dia sem trocar mensagens completamente banais com algum cara, que não têm nenhum medo na vida que vá além do pavor de ficar para a titia.

Garotas, acordem! Primeiro de tudo: o amor chega para os distraídos. Já repararam como as maiores paixões de nossas vidas batem na nossa porta quando não estamos esperando por elas? Pois é… Segundo: há milhares de coisas incríveis para fazer quando se é solteira. E calma lá que eu nem estou me referindo a sair pegando todos os caras que existem. Estou querendo dizer exatamente o contrário.

Estar solteira é ter muito tempo para si mesma – muito tempo mesmo. Estar solteira é poder fazer absolutamente o que quiser no fim de semana. Pegar o carro e descer pra praia sem dar satisfações, sair com as amigas para dançar e voltar de madrugada, ou simplesmente ficar em casa enfiada embaixo das cobertas vendo seu filme preferido pela milésima vez. É claro que também podemos fazer tudo isso quando estamos namorando, mas o gostinho sempre muda dependendo do nosso estado civil.

Porém, eu ainda acho que estar solteira é mais do que isso. Para mim, a maior vantagem de estar solteira é a autodescoberta que isso promove. É claro que ao nos relacionarmos com alguém também fazemos uma grande viagem dentro de nós mesmos, mas é quando estamos apenas em nossa própria companhia que desvendamos nossos maiores medos, inseguranças, e também descobrimos muitos dos nossos sonhos.

E não poderia ser diferente… Afinal, é na solidão que temos nossos momentos de maiores reflexões. Então, é claro que meu conselho não poderia ser diferente. Mulheres solteiras de todos os cantos, parem de se lamentar por não terem ninguém com quem dividir a xícara de café. Apenas vivam. Até porque se vocês querem tanto um “felizes para sempre” com alguém, é mais do que primordial terem um momento sozinhas antes disso. Só assim terão certeza de que estão plenas com si mesmas e prontas para dividirem uma vida quando encontrarem a pessoa certa.

via; paporetolive

Menina de 2 anos vomita sangue, fica azul e morre no hospital: Médicos alertam sobre perigos ocultos em casa

Um descuido, poucos minutos ou até mesmo segundos, podem custar a vida de uma criança, e muitas vezes por desinformação deixamos a casa cheia de perigos para os pequenos.

Em Oklahoma uma menina de apenas dois anos, morreu e seus pais contaram o que aconteceu com sua pequena na tentativa de alertar outros pais para os pequenos perigos que temos nas nossas casas.

Segundo os pais, ela era perfeita e totalmente saudável, e de repente começou a ficar mais quieta, e de uma hora para outra ficou azul, e começou a vomitar, chegando a vomitar sangue.

Os pais correram com a pequena para a emergência do hospital, sem ter a menor ideia do que poderia estar acontecendo.

Chegando lá, a criança foi submetida a uma bateria de exames para buscar as causas, e logo descobriram que ela havia engolido uma bateria de lítio, essas pequenas do tamanho de um botão que são encontradas em relógios ou brinquedos.

As substâncias expelidas pela bateria são tão tóxicas que podem queimar as paredes do estômago em apenas duas horas, e mesmo depois de retirada, seus resíduos podem causar problemas por até 28 dias.

No caso da criança, mesmo depois da retirada, a saúde da pequena já estava muito comprometida, pois seu pequeno organismo já havia absorvido uma quantidade significativa do produto, e ela teve uma hemorragia interna que levou a sua morte.

Os familiares contaram que o socorro foi muito rápido e eficiente, a partir do momento que eles perceberam que ela não estava bem, mas como ela já havia engolido a bateria há mais de duas horas, não conseguiram salvá-la.

Compartilhe com seus amigos e familiares esta informação que pode salvar vidas!

via; coruja-prof

Equipe médica leva paciente com doença neurológica ao cinema para comemorar aniversário da filha

No último dia do mês de fevereiro, o contabilista Carlos Roberto Bernadino, de 55 anos, surpreendeu a filha Manuela ao comparecer no Cine Criciúma 1, em Santa Catarina.

Eles assistiram Cinderela Pop juntos e roubaram a cena, emocionando o público presente durante a sessão.

Carlos têm uma doença neurológica e atualmente está internado sob os cuidados do Hospital Unimed de Criciúma. Ele queria fazer uma surpresa para a filha que completou 10 anos de idade. Com a ajuda da equipe médica da instituição, foi possível mobilizá-lo até o cinema, onde a garota estava.

Toda a ação foi gerenciada pela CCP – Comissão de Cuidados Paliativos do Sistema de Gestão de Qualidade da Unimed Criciúma, contando com o apoio de uma grande equipe multidisciplinar, entre eles, médicos, enfermeiros e voluntários.

Uma ambulância foi utilizada para transportar o paciente até a sala do cinema, que estava em uma maca. A esposa e as filhas de Carlos, além dos seus pais e irmãos, que moram em Balneário Arroio do Silva, participaram da surpresa.

Emoções à flor da pele

A surpresa foi carregada de emoções e felicidade, sensibilizando não somente a família, mas a equipe médica e todos os pagantes do cinema.

“Tanto nossa filha como nós jamais iremos esquecer este momento. Não imaginamos que poderia ser possível. Manuela ficou muito feliz”, disse Marli Rocha Bernardino, esposa de Carlos.

“Ela queria uma festa, mas pelas condições que se encontra o pai conversamos e ela entendeu. Pediu, então para assistir ao filme Cinderela Pop. Comentamos com a psicóloga do hospital, onde surgiu a possibilidade da surpresa. Eles correram atrás de equipamentos, transporte, equipe. Foi maravilhoso.”

José Paulo Bernardino, irmão de Carlos, também esteve presente no cinema. “Jamais imaginei que seria como foi. Muito organizado e bonito. A Unimed Criciúma está de parabéns. É um hospital de primeiro mundo”, avalia. “Cada sorriso do meu irmão atualmente é uma conquista. Ele estava muito feliz. Nunca vi ele tão feliz assim. Foi emocionante”, relata.

Toda a mobilização contou com o apoio do Arcoplex Cinemas, do Criciúma Shopping e da Fisiodom, centro médico fisioterápico.

Atendimento humanizado

O pai de Manuel está hospitalizado no Hospital Unimed Criciúma há cerca de dois meses – desde o dia 8 de janeiro.

No dia 26, a família o inscreveu no Programa Cuidados Paliativos.

“A doença e a aproximação da morte pode ser um momento oportuno para revisar a vida, profundar relações, se autoconhecer. Para tanto é importante que os anseios e vontades do paciente sejam escutados, pois, ainda é um sujeito em vida. É dotado de desejos e de um futuro, mesmo que a curto prazo, os quais podem favorecer o processo de re-significação de sua vida. A Unimed Criciúma possui este cuidado de proporcionar um atendimento humanizado”, afirmou a psicóloga Vânia Ellen.

Se achou que este artigo contém muito amor, compartilhe com seus amigos e familiares!

via; razoesparaacreditar

Um pé na bunda pode te levar mais longe do que um tapinha nas costas

Após sofrer toda a devastação emocional que nos atropela, nós nos reerguemos, porque temos que continuar, que sobreviver, que voltar a trabalhar, voltar a amar, voltar a viver.

É muito interessante como entenderemos algumas coisas que acontecem conosco somente lá na frente, passado o tempo, quando pudermos analisar tudo a uma distância segura. Outras coisas não entenderemos nunca, pois a dor provocada e o vazio deixado jamais poderemos superar. Mesmo assim, nada como a sensação de entendimento e de sossego que sentimos ao percebermos que tudo ocorreu exatamente como deveria.

Uma das mais desagradáveis experiências por que passaremos será levarmos um fora de quem amamos, vermos partir alguém que acreditamos ser o amor das nossas vidas, alguém sem cuja presença achamos não sobreviver. Num primeiro momento, iremos nos desesperar, remoendo o que em nós fez com que expulsássemos aquela pessoa de nossa vida.

A culpa recairá com um peso tão grande sobre nossa alma alquebrada, que seremos incapazes de refletir sobre o que o outro também deixou de fazer, o quanto o outro apenas ficava por perto sem se doar, sem partilha, sem reciprocidade. Pois bem, muitas vezes, a culpa pelo término de um relacionamento é dos dois, pois ambos navegavam por mares revoltos, há tempos, e se faziam de cegos. E outra, o amor pode acabar, sim, simplesmente acaba, após acúmulo de vazios. Vida que segue.

Outra experiência bastante desesperadora vem a ser o desemprego, quando somos demitidos de um trabalho que já fazia parte de nosso cotidiano. De início, pensamos que o mundo acabou, que jamais seremos reempregados, que aquele era o melhor emprego do mundo. Esqueceremos o quanto aquele trabalho nos desgastava, o quanto nos tornava infelizes, o tanto de colegas de trabalho traíras que nos rodeavam.

Na verdade, a maioria das pessoas se torna melhor após sentir na pele dores intensas, após passar por experiências desesperadoras e doloridas. É como se o sofrimento nos esvaziasse os sentidos, para que, aos poucos, fôssemos nos preenchendo de esperança e de força para lutar. Após sofrer toda a devastação emocional que nos atropela, nós nos reerguemos, porque temos que continuar, que sobreviver, que voltar a trabalhar, voltar a amar, voltar a viver.

Por essa razão, embora não consigamos ficar inertes frente ao que de ruim nos acontece, termos a convicção de que o melhor ainda estará por vir nos ajudará a passar pelas noites escuras com uma ponta de esperança que fará muita diferença. Acreditar que merecemos o melhor não é ingenuidade, mas necessidade, para que os nãos nos esbofeteiem com menos força e não nos retirem o foco de luz que carregamos dentro de nós.

via; provocacoesfilosoficas

Pessoa aleatória impede que garota de 12 anos seja sequestrada ao fingir que é sua mãe

Mais de 460.000 crianças desparecem todos os anos nos Estados Unidos. Isso significa uma criança a cada 40 segundos.

Muitas pessoas acham que isso não vai acontecer com elas, mas a realidade é que qualquer criança pode ser vítima de um sequestro.

Quando Amy Martinez, de 12 anos, deixou sua casa na manhã de 21 de fevereiro de 2018, não tinha ideia de que estava prestes a se tornar alvo de um sequestro.

Amy estava caminhando para escola quando uma mulher imunda e sem sapatos a agarrou. Ela tentou se livrar, mas a mulher a envolveu em um forte abraço e começou a puxá-la pela rua.

Uma boa samaritana, que pediu para se manter no anonimato, viu Amy ser puxada pela rua. Inicialmente, ela achou que a mulher era a mãe de Amy, mas depois notou a falta de sapatos e a pouca higiene.

A boa samaritana, que também era mãe, sabia que precisava fazer algo. Ela seguiu a mulher e Amy em seu carro. Ela perguntou a Amy se ela estava bem. A expressão de medo no olhar da pequena garota mostrou tudo que ela precisava saber.

A boa samaritana de pensamento rápido ordenou que a mulher soltasse Amy. Após alguns minutos de tensão, a sequestradora a soltou.

A salvadora de Amy a levou para a escola e contou à polícia a descrição detalhada da sequestradora. Ela foi presa e identificada como Claudia Hernandez Diaz, de 34 anos de idade.

Claudia Hernandez Diaz declarou-se culpada por roubo de criança e pela tentativa de sequestrar uma criança menor de 14 anos. Ambas as acusações são crimes. Claudia Hernandez Diaz foi sentenciada a quatro anos de prisão.

Amy Martinez estava apenas feliz que toda aquela provação tinha acabado. Durante a tentativa de sequestro, ela pensou que nunca mais veria sua família. A única coisa que a sequestradora dizia era “não chore” em espanhol.

Assista ao desenrolar dessa história no vídeo abaixo:

Nem todas as tentativas de sequestro tem finais felizes como esta. Ajude-nos a espalhar a história de Amy Martinez e da boa samaritana que a salvou. O que você achou da atitude da mulher? Você faria a mesma coisa? Deixe sua opinião nos comentários – e sinta-se à vontade para compartilhar com seus amigos e familiares!

via; apost

“O que realemente significa ter ansiedade” – O texto mais extraordinário que já li sobre o tema

Originalmente publicado no site Thought Catalog, de Kirsten Corley, é um texto até bem simples, objetivo… mas é o texto mais esclarecedor que já tive acesso sobre ansiedade. Quem tem ansiedade sabe o que é viver com a respiração cortada, com pressa, uma doença que tem deixado, ao longo dos anos, uma imensidão de mentes cansadas, abatidas, um mal que não deve ser desprezado ou subestimado. É hora de encarar a ansiedade de frente. Você vem comigo?

Originalmente publicado no site Thought Catalog, de Kirsten Corley, é um texto até bem simples, objetivo… mas é o texto mais esclarecedor que já tive acesso sobre ansiedade. Quem tem ansiedade sabe o que é viver com a respiração cortada, com pressa, uma doença que tem deixado, ao longo dos anos, uma imensidão de mentes cansadas, abatidas, um mal que não deve ser desprezado ou subestimado. É hora de encarar a ansiedade de frente. Você vem comigo?

“O que realmente significa ter ansiedade”

Vai além de simplesmente se preocupar. Ansiedade significa noites em claro, conforme você suspira e vira de um lado para o outro. É o seu cérebro nunca sendo capaz de desligar. É a confusão de pensamentos que você pensa antes da hora de dormir e todos os seus piores medos se tornam realidade em sonhos e pesadelos.

É acordar cansada mesmo que o dia só tenha começado.

Ansiedade é aprender como funcionar em privação de sono porque você só conseguiu fechar os olhos às duas da manhã. É toda mensagem que você pensa ‘como fazer isso da forma correta?’. É duas ou três mensagens que você manda caso tenha feito algo errado. Ansiedade é responder mensagens de forma embaraçosamente rápida.

Ansiedade é o tempo que você gasta esperando uma resposta enquanto um cenário se monta na sua cabeça, questionando o que a outra pessoa está pensando ou se ela está brava.

Ansiedade é a mensagem não respondida que te mata por dentro, mesmo que você diga a si mesma ‘talvez ele esteja ocupado ou irá responder depois’.

Ansiedade é a voz crítica que diz ‘talvez ele esteja só te ignorando mesmo’. É você acreditar em cada cenário negativo que você cria.

Ansiedade é esperar. Parece que você está sempre esperando.

É o conjunto de conclusões inexatas que sua mente cria, e você não tem outra escolha a não ser aceita-las.

Ansiedade é se desculpar por coisas que nem precisam ser desculpadas.

Ansiedade é duvidar de si mesma e falta de autoconfiança.

Ansiedade é ser superatenta sobre tudo e todos. Você consegue dizer se alguém mudou de humor apenas pelo tom de voz da pessoa.

Ansiedade é arruinar relacionamentos antes mesmo deles começarem. Ela te diz ‘você está enganada; ele não gosta de você e vai te deixar’. E você acredita.

Ansiedade é um estado constante de preocupação, pânico e viver no limite. É viver com medos irracionais.

É pensar demais, é se importar demais. Porque a raiz das pessoas ansiosas é se importar.

É ter mãos suadas e coração acelerado. Mas por fora, ninguém percebe. Você aparenta estar calma e sorridente, mas por dentro é o contrário.

Ansiedade é a arte da decepção por parte de pessoas que não te conhecem. E das pessoas que te conhecem, é ouvir constantemente ‘não se preocupe’, ‘você está pensando demais’, ‘relaxe’. É sobre seus amigos ouvirem suas conclusões e não entenderem como você chegou nelas.

Ansiedade é querer consertar algo que nem problema é.

É o amontoado de perguntas que te fazem duvidar de si mesma. É voltar atrás para checar novamente.

Ansiedade é o desconforto de uma festa por pensar que todo mundo está te observando e você não é bem-vinda lá.

Ansiedade é tentar compensar e agradar demais outras pessoas.

Ansiedade é estar sempre no horário porque o pensamento de chegar atrasada te deixa em pânico.

Ansiedade é o medo de fracassar e a busca incansável por perfeição. E então se punir quando você falha.

É sempre precisar de um roteiro e de um plano.

Ansiedade é a voz dentro da sua cabeça que diz ‘você vai falhar’.

É tentar suprir as expectativas dos outros mesmo que isso esteja te matando. Ansiedade é aceitar mais do que você consegue lidar para que você se distraia e não pense demais em outros assuntos.

Ansiedade é procrastinar, porque você está paralisada pelo medo de fracassar.

É o gatilho que te faz ter um ataque de pânico.

É estar quebrada na sua privacidade e chorar de preocupação quando ninguém mais está vendo.

É aquela voz crítica dizendo ‘você estragou tudo’ ou ‘você deveria mesmo se sentir um lixo agora’.

Mas mais que qualquer coisa, ansiedade é se importar. É nunca querer machucar alguém. É nunca querer fazer algo errado. Mais que tudo, é o desejo de simplesmente ser aceita e querida. Então você acaba tentando demais às vezes.

E quando você encontra amigos que entendem isso, eles te ajudam a superar juntos. Você percebe que essa pode ser uma batalha que você enfrente todos os dias, mas é uma que não precisa ser enfrentada sozinha.

via; provocacoesfilosoficas

Jovem adormece escutando música com fones e acorda “surdo” de um ouvido

A popularidade dos fones de ouvido disparou em concomitância aos smartphones, com pessoas utilizando-o em muitas situações, seja para ouvir música, atender ligações ou até mesmo estudar.

No entanto, para quem dorme com o acessório nos ouvidos, como no caso de um adolescente em Taiwan, vem como um alerta, reforçando ainda mais os avisos que os médicos sempre deram.

O Departamento de Otorrinolaringologia do Asia University Hospital, em Taiwan, reportou recentemente sobre o caso de um adolescente que adormeceu enquanto ouvia música com fones e acordou completamente surdo de um ouvido.

Segundo o Dr. Tian Huiji, diretor do Departamento de Otorrinolaringologia do hospital e que atendeu o caso, um aluno do segundo colegial apareceu no hospital reclamando de surdez em um dos ouvidos.

Foto: Reprodução / OMG TW

Ele disse aos médicos que tinha o hábito de colocar fones para ouvir música antes de ir dormir. Mas, na noite anterior à sua surdez repentina, havia adormecido com os fones de ouvido ligados.

Um dos fones teria caído enquanto dormia, de modo que a surdez só afetou um dos ouvidos. De acordo com o médico, o adolescente se recuperou gradualmente após ficar hospitalizado por 5 dias, mas aconselhou as pessoas com sintomas semelhantes a procurar ajuda médica o mais rápido possível para evitar danos permanentes.

Dr. Huiji explicou que, embora algumas pessoas usem fones de ouvido por horas e praticamente todos os dias sem experimentar surdez súbita, fazê-lo enquanto dorme é muito mais perigoso.

Isto é, quando adormecemos, a circulação sanguínea em nosso corpo fica mais lenta, então, enquanto as células ciliadas de nossos ouvidos ainda são estimuladas pelos sons que saem dos fones, o corpo não pode fornecer sangue suficiente para elas, o que pode resultar em surdez súbita, que dura alguns dias, ou ser totalmente permanente.

O médico explicou ainda que os fones são particularmente perigosos porque não permitem que o som saia dos ouvidos. Logo, os modelos auriculares e headphones são escolhas mais seguras, uma vez que permitem que alguns dos sons se dissipem, mas também é importante que o volume não esteja tão alto.

Como regra geral, ele desaconselha o uso de qualquer tipo de fone durante o sono e pede que as pessoas deem aos ouvidos uma pausa de 10 minutos após cada 50 minutos de uso durante o dia.

via; jornalciencia

Deixe Deus ser Deus em sua vida

Esses dias eu estava indo levar a minha filha no postinho para tomar vacina e estava chovendo muito. Antes de sair de casa olhei pela janela e vi que a chova estava muito forte e comecei a me preocupar pois a caminhada seria de mais ou menos meia hora. Aí fechei os meus olhos e orei a Deus pedindo que parasse a chuva por um tempo. Incrivelmente a chuva parou!!!

Enquanto eu estava caminhando, fui orando para que Deus “segurasse” a chuva para dar tempo de chegar ao posto de saúde. Faltava apenas 5 minutos para chegar quando de repente começou a chover de novo, muito forte. Comecei a clamar e pedi a Deus por misericórdia pois mesmo com o guarda chuva aberto, a minha filhinha poderia se molhar e ela é apenas um bebê de colo.

Porém percebi que na minha frente havia uma árvore enorme, com galhos bem fortes e que fazia uma cobertura perfeita para mim e para a minha filha. E o mais incrível de tudo era que não caia uma única gota de chuva em baixo daquela árvore. Parei e ficamos ali debaixo daquele abrigo por uns cinco minutos, até que a chuva cessou e eu pude continuar o meu caminho.

Isso me fez pensar muito e refletir nas ações de Deus. Quantas vezes pedimos para Ele parar com a chuva e ao invés disso ele providência um abrigo. Muitas vezes Deus não responde as nossas orações como pedimos ou queremos, mas a sua resposta é exatamente o que precisamos. Deus é sábio e perfeito e sabe que se talvez parasse a chuva os resultados não seriam tão bons como quando ele providência um abrigo.

Às vezes precisamos crescer e sair da nossa zona de conforto. E se Deus simplesmente parasse a chuva nós não iríamos amadurecer tanto, não nos tornaríamos tão fortes e a nossa fé ficaria emperrada. Deus quer que nos tornemos pessoas melhores, maiores e mais parecidas com Ele. Porém para isso acontecer temos que expandir a nossa “bolha”, e para isso, precisamos de uma ajudinha.

Deus poderia muito bem ter apenas parado a chuva e eu ter chegado no meu destino mais rápido e mais seca também. Porém, Ele não parou a chuva. Mas me providenciou um abrigo, exatamente o que eu precisava para aquele momento. E isso tudo colocou no meu lugar novamente. Lugar de criatura. Me fez relembrar que eu sou pequena, pecadora e não sei de nada. Que eu não sei o que é melhor para mim. Eu não sei o que preciso. Deus sabe. Ele é Deus. E Ele é o único que tem o poder de saber o que é melhor para mim.

Muitas vezes queremos fazer o papel de Deus. Queremos ser Deus e tomar decisões por nós mesmos. Achamos que sabemos o que é melhor para nós e confiamos que o que queremos está sempre certo. Nós esquecemos que não somos igual a Ele. Temos que deixar Deus ser Deus. O nosso papel é orar e confiar que mesmo quando a chuva não parar, o Espírito Santo estará no controle e vai nos mostrar uma grande árvore onde podemos nos abrigar.

Deus não nos concede o que pedimos e sim o que precisamos e Ele é o único que sabe do que realmente precisamos. Então, apenas confie em Deus!

via; namorei

Melhores amigos com síndrome de Down dançam juntos e comovem a Internet

Duas crianças com Síndrome de Down, alunos da Westwood Elementary School, em Stillwater, em Oklahoma (EUA), protagonizaram uma cena linda durante o Valentine’s Day, em 14 de fevereiro – o equivalente ao nosso Dia dos Namorados.

Eles foram filmados dançando uma música lenta na sala de aula. Sophie, de 10 anos, e Graham, de 8, se tornaram melhores amigos no início do ano letivo de 2019. Em entrevista ao portal Inside Edition , Maureen Lawson, professora das crianças e que trabalha há 13 anos com educação especial, disse que ficou surpresa ao vê-los dançando juntos.

“Eu me virei e eles estavam apenas dançando lentamente, não havia música. Eu nunca tinha visto eles dançarem antes. Eles estavam apenas fazendo algo doce e divertido”, diz Maureen. Eles têm uma amizade muito especial, adiciona a professora.

Maureen diz que ela não teve outra escolha senão pegar o celular e registrar a dança dos melhores amigos. Postada no Facebook da escola, a postagem viralizou de forma veloz. Desde a publicação, o vídeo já teve mais de 5 milhões de visualizações, 36 mil reações e mais de 5 mil comentários. Veja no vídeo abaixo. O que você achou da dança entre essas crianças lindas?

Se achou este momento de amigos divertido e digno de ser partilhado, compartilhe com seus amigos e familiares!

via; razoesparaacreditar

Garota e seu padrasto filmam um vídeo hilário visualizado 35 milhões de vezes, e mãe ouve sobre isso

‘Carpool karaoke’ tem se tornado uma sensação nos Estados Unidos e também por todo o mundo. Isso inspirou um programa popular estrelado por James Corden, que tem feito ‘carpool karaoke’ com celebridades como Paul McCartney.

Por que o ‘carpool karaoke’ é tão popular

As pessoas se divertem muito assistindo ao ‘carpool karaoke’. É uma forma muito fácil de relaxar. Em dias e época em que existem tantas notícias ruins, assistir a vídeos como esse por alguns minutos é uma boa maneia de esquecer seus problemas.

O que um pai e sua filha fizeram

Cole LaBrant e sua enteada Everleigh tem o hábito de fazer vídeos de ‘carpool karaoke’ e postá-los nas redes sociais e no YouTubee. É uma maneira muito divertida de se conectarem e relaxar. Neste episódio, eles se entregaram profundamente.

Eles se fantasiaram, com direito a chapéus, bandanas, perucas e boás de plumas. Eles continuam a cantar à medida que navegam pelas diferentes estações de rádio.

O que as pessoas acharam deste vídeo

O vídeo recebeu centenas de milhares de curtidas nas redes sociais e no Youtube. Já foi assistido mais de 35 milhões de vezes. A popularidade deste vídeo é prova de que as pessoas precisam de uma pausa em suas preocupações diárias. Isso também demonstra que as pessoas gostam de ver outras se divertindo.

Você já tentou fazer ‘carpool karaoke’? Você se divertiu assistindo a esses vídeos de ‘carpool karaoke’? O que achou deste vídeo do pai e sua filha se divertindo e cantando? Deixe-nos a sua opinião!

via; apost

Policial liberta cachorro preso em toldo e ganha ‘abraço’ como forma de agradecimento

Por vezes os cachorros são capazes de fazer coisas que nem os próprios donos compreendem.

Um cãozinho que mora em San Felipe, na província de Valparaíso, Chile, acabou se enroscando numa espécie de toldo de tecidos, onde ficou praticamente pendurado por várias horas.

Seus donos não estavam em casa, e sem ajuda, começou a chorar para chamar a atenção dos vizinhos, que acionaram a polícia.

O segundo-tenente da polícia civil da comuna, Giovanni Domke, foi o responsável pelo atendimento do chamado. Ao chegar à residência, onde ouviu o cachorro chorando muito, ele pulou o muro e cortou o toldo que prendia o bichinho. Aliviado (e agradecido), o cachorro deu uma espécie de “abraço” no policial.

O momento foi gravado em vídeo e publicado no perfil oficial da polícia chilena no Twitter, onde rapidamente viralizou entre os internautas.

Com a legenda “Estamos onde mais precisam de nós. Policial resgata um cão que se prendeu em um toldo sozinho em uma casa”, o post já acumula quase meio milhão de visualizações e 11 mil curtidas na rede social.

Sobre o acontecimento, Giovanni comentou: “Eu não sabia como ia reagir. Mas ele me abraçou com muito carinho. Decidi corresponder ao abraço porque amo animais, especialmente filhotes,” relembrou o policial.

O cãozinho não se machucou no incidente e após o resgate, passa bem.

Veja o momento do resgate:

Partilhe esta notícia e mostre aos seus contatos que ainda há bondade no mundo!

via; razoesparaacreditar

A ditadura da beleza magra acabou, a moda agora é assumir as curvas

Na maioria das vezes vemos os rankings das mulheres mais lindas, onde encontramos apenas aquelas modelos magérrimas, nos esquecendo assim que, beleza e sensualidade não tem a ver apenas com estar dentro dos padrões de beleza.

Que indústria da moda ainda é cruel com quem foge dos padrões impostos por ela – um biótipo magro e alto –, não há dúvidas! Porém, surpreendentemente, a Semana de Moda de Nova York, que apresentou a coleção de outono/inverno de diversas marcas badaladas, contou com o maior número de modelos curvilíneas já visto.

Outro dia assistimos a esta relevante reportagem e decidimos buscá-la no Youtube para compartilhar com vocês. Vale muito a pena assisti-la até o fim. Confira as modelos curvilíneas que não só brilham nas passarelas como também mandam um recado importante para o mundo:

via; portalraizes

Agrotóxicos: “Até 2025 uma em cada duas crianças será autista”, afirma cientista

Muito utilizado na agricultura, o Glifosato ganhou projeção mundial não só por seu uso na agricultura, mas também por controvérsias em torno de seus efeitos no meio ambiente e na saúde, tais como: Alzheimer, cancro e doenças cardiovasculares. Uma nova declaração sobre os possíveis malefícios do Glifosato, foi a de que ele estaria fortemente relacionado ao autismo, de tal maneira que, até 2025, 50% das crianças apresentariam o distúrbio por conta da substância.

Originalmente a declaração feita em um congresso foi publicada na revista “Alliance for Natural Health USA” e, depois, em diversos jornais e websites em todo o mundo, como por exemplo o “Jornal O Nortão”, no Brasil. E há muitos estudos envolvendo o glifosato e, portanto, muitas opiniões controversas.

Entretanto, corroborando com o crescente aumento das taxas de autismo, a a cientista sênior de pesquisa do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), dra. Stephanie Seneff, divulgou em uma conferência que “o glifosato causará autismo em 50% das crianças até 2025”.

Quem é o culpado? Round-Up, o mais vendido da Monsanto que contém glifosato, está no topo da lista. O uso excessivo de glifosato em nossa alimentação está causando doenças como Alzheimer, autismo, câncer, doenças cardiovasculares e deficiências da nutrição, entre outros.

Stephanie Seneff, já publicou mais de 170 artigos acadêmicos revisados ​​por pares, e estudou essas doenças por mais de três décadas, aponta os transgênicos (modificado geneticamente) como um dos principais contribuintes para doenças neurológicas em crianças.

Em uma recente conferência, a Dra. Seneff declarou: “No ritmo atual, em 2025, 1 em cada 2 crianças serão autistas”. A equipe de pesquisa encontrou níveis “altos” de glifosato em três de 10 amostras de leite materno. As descobertas do relatório indicam que o ingrediente usado com frequência em colheitas geneticamente modificadas se acumula de fato no tecido humano. Dr. Seneff disse o seguinte.

Atualmente, 1 em cada 68 crianças nos EUA nascem com autismo. Atualmente é a deficiência de desenvolvimento de mais rápido crescimento, com taxas aumentando em quase 120% desde o ano de 2000.
Em 10 anos, o custo para tratar as pessoas afetadas pelo autismo será de 400 bilhões de dólares por ano nos EUA, além dos custos emocionais incalculáveis, os ​​quais as famílias pagarão diariamente para viver e apoiar uma criança com autismo.

A Dra. Seneff notou que os sintomas de toxicidade do glifosato assemelha-se estreitamente com aqueles do autismo. Ela também apresentou dados na conferência que mostram uma correlação estranhamente consistente entre o uso de Roundup em plantações (e a criação das sementes transgênicas Roundup-ready), com o aumento das taxas de autismo.

A correlação entre os dois incluem biomarcadores, tais como a deficiência de zinco e ferro, baixo serum sulfate, convulsões e doenças mitocondriais. Todos as 70 ou mais pessoas que estavam presentes na conferência da dra., Seneff, estavam se contorcendo, provavelmente porque agora tinham sérias dúvidas sobre o que servir os seus filhos, ou a eles próprios, porque qualquer coisa com milho ou soja, quase todos geneticamente modificados e, assim, contaminados com Roundup e seu glifosato.

A Dra. Seneff apontou que grande parte dos alimentos em prateleiras de supermercado contém milho e soja transgênicos, todos com pequenas quantidades de vestígios de glifosato. Isto inclui refrigerantes adoçados com alto teor de frutose (geneticamente modificados) e xarope de milho, batatas fritas, cereais, doces, e até mesmo barras de proteína de soja.

Mesmo que a declaração da cientista seja vista como um absurdo, (e talvez seja) é preciso creditar que agrotóxicos só fazem mal à saúde humana e ao meio ambiente

Seneff observou que os efeitos colaterais do autismo imitam de perto os da toxicidade do glifosato e apresentaram dados mostrando uma correlação notavelmente consistente. Aqui a tabela que ela apresentou para mostrar que uso do glifosato possivelmente acompanha a incidência de autismo:

De fato, estudos acerca do aumento do autismo, ou de quaisquer outras doenças, carece de muitos diagnósticos. Outro cientista, David Warmflash, escreveu para o Projeto de Alfabetização Genética, argumentando que o autismo é genético. Em qual você deve acreditar? Neste prisma, reiteramos que mesmo que a declaração da cientista seja vista como um absurdo, (e talvez seja) é preciso creditar que agrotóxicos só fazem mal à saúde humana e ao meio ambiente.

Apesar das descobertas da cientista ainda estarem em processo de investigação, há famílias com crianças autistas que optaram por mudar sua dieta eliminando todos os agrotóxicos e a maior quantidade de neurotoxinas possível, tendo uma alimentação orgânica. Eles experimentaram resultados incríveis, observando melhorias nos padrões de fala das crianças, habilidades cognitivas e sociais, isso em semanas e não em anos. Esses resultados revelam muitas evidências circunstanciais e dão respaldo às reivindicações de Seneff.

via; portalraizes

Homem visita presídio com cão-guia e o cachorro corre em direção a uma detenta

Cães são conhecidos por mudar positivamente a vida de seus donos. E o fato de que cães não têm consciência de seu impacto na vida das pessoas torna suas ações ainda mais especiais.

Cães são famosos por nos confortar quando estamos solitários, fazer festa na porta depois de um longo dia de trabalho e até mesmo salvar algumas vidas.

O cachorro nessa história atende pelo nome de Pax. Pax é um cão-guia que melhorou a vida de um militar. Ele também deu forças a uma detenta em um centro correcional.

Bill Campbell é um veterano de guerra que sofreu vários ferimentos, que o causaram 100% de deficiência. Houve uma época em que seus amigos e familiares se preocupavam muito com sua estabilidade emocional e qualidade de vida. Esses dois aspectos melhoraram muito quando Bill ganhou um golden retriever chamado Pax.

Bill é grato a Pax pelo cão ter dado a ele a força necessária para viver novamente depois da devastação sofrida no Iraque.

Bill queria agradecer a mulher que adestrou Pax. Para isso, ele teria que viajar ao Centro Correcional de Bedford Hills. O nome da detenta era Lauri.

Pax obviamente se lembrou do tempo em que permaneceu na prisão. Sua cauda balançava para os lados e ele estava claramente feliz. Quando viu Lauri, ele correu até ela imediatamente. Lauri estava igualmente feliz por ver Pax e por abraçá-lo com força. Lauri também abraçou Bill, com quem ela compartilhava o amor por Pax.

Lauri levou Bill até a sala onde as detentas mulheres treinavam os cães. Ela explicou a Bill que ele não era a primeira pessoa devastada que Pax salvara.

Lauri explicou que sabia que Pax se sairia bem quando disseram que ele seria treinado como um cão de assistência para Estresse Pós-Traumático. Ela diz que ficou muito triste quando o cão teve que ir embora da prisão. Contou que Pax a fazia se sentir livre em um lugar em que isso não poderia acontecer.

Lauri explicou que, embora tenha ficado triste com a perda de Pax, saber que ele iria dar a alguém o conforto que ela ganhou deixou seu coração feliz.

Lauri e Bill agora são duas pessoas felizes com uma experiência em comum. E Pax é um cão que salvou a vida dos dois.

O que pensa sobre esta terapia trazida por Pax? Compartilhe este artigo com os amantes de cães que você conhece. Com certeza vai fazê-los sorrir!

via; apost

Esposa canta “Amazing Grace” para o marido em estado terminal pela última vez em vídeo comovente

Nada pode nos preparar para a morte de um companheiro. No dia 30 de Janeiro, Danielle Gibson de Lebanon, no Tennessee, teve de dizer adeus a seu amado marido e pai de seus quatro filhos.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1923491607701442&set=a.364492170268068&type=3

Tony Gibson tinha apenas 33 anos quando faleceu por uma condição rara chamada Doença de Creutzfeldt-Jakob. Foi em dezembro de 2017 que Tony começou a apresentar sintomas. Ele esquecia coisas aleatoriamente e ficava tão desorientado que Danielle teve que começar a colar etiquetas nos objetos pela casa.

O problema começou a se deteriorar rapidamente, antes que os médicos do Centro Médico da Universidade de Vanderbilt, em Nashville, pudessem chegar a uma conclusão. Depois de um mês de exames intensivos, Tony foi diagnosticado com a doença no dia 2 de Maio.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1576105915773348&set=a.123862610997693&type=3

Essa doença cerebral rara e degenerativa é causada pelo contato com carne contaminada. Infelizmente, não há cura para essa doença fatal e a morte ocorre geralmente dentro de um ano do diagnóstico.

Danielle conseguiu permanecer forte por Tony e ficou ao lado dele enquanto ele lutava contra os sintomas progressivos dessa terrível doença.

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2197415126975754&set=a.136138776436743&type=3&theater

Três dias após ele falecer, Danielle sentou-se ao seu lado e cantou seu hino favorito, “Amazing Grace”. O vídeo da música foi postado no Facebook, trazendo à Danielle apoio do mundo todo.

Embora sinta muito a falta de seu marido, Danielle disse que está feliz por Tony não estar mais sofrendo. Esse lindo vídeo é uma expressão perfeita do amor que essa esposa tem por seu marido.

https://www.facebook.com/danielle.clark.5661/videos/2307722395945026/

O que achou deste momento comovente? Digno de ser partilhado? Não se esqueça de espalhar o amor pelos seus amigos e familiares!

via; apost

De nada vale uma casa bonita se ela não estiver cheia de pessoas que se amam, por Padre Fábio de Melo

“É muito bom ter dinheiro e bens financeiros que nos proporcionem conforto e alegria, mas se não tivermos com quem celebrar essas coisas, a vida não faz tanto sentido assim. Somos muito mais felizes quando estamos perto de pessoas que amamos e nos amam de volta.”

Quem de nós nunca pensou em ter uma casa grande, com tudo aquilo a que tem direito?! Os móveis e eletrônicos do momento, uma geladeira bem grande para caber tudo aquilo que gostamos de comer, uma piscina para nos divertimos com os amigos e família, uma churrasqueira, enfim, tudo o que torna nossas vidas mais agradáveis.

Esse é o sonho de muita gente. No entanto, podemos ficar tão presos nesses desejos que acabamos por nos esquecer de uma das maiores verdades da vida!

“É muito bom ter dinheiro e bens financeiros que nos proporcionem conforto e alegria, mas se não tivermos com quem celebrar essas coisas, a vida não faz tanto sentido assim. Somos muito mais felizes quando estamos perto de pessoas que amamos e nos amam de volta.”

Podemos ser muito ricos e ter tudo o que desejamos, mas se vivemos em uma casa onde há muitos conflitos e as pessoas, que deveriam ser aquelas que nos amam e apoiam acima de tudo, fazem questão de mostrar que não se importam conosco, nunca nos sentiremos realmente completos.

Uma frase do Padre Fábio de Melo resume muito bem essa verdade:

“Há um jeito muito rico de ser pobre, há um jeito muito pobre de ser rico, o que nos faz homens e mulheres de verdade é o quanto fomos capazes de amar e ser amados. De nada vale uma casa bonita, se ela não estiver cheia de pessoas que se amam.”

O amor é a força mais poderosa que existe, e é responsável por nos trazer o sentimento de felicidade e realização, não importa quais sejam nossas condições financeiras.

Uma casa cheia de riquezas, mas falta de tranquilidade, nunca será mais valiosa do que uma casa simples, mas onde existe amor e paz, isso porque esses dois sentimentos não podem ser comprados, e é isso o que os torna tão valiosos.

Não há nada errado em desejar, e trabalhar, para conquistar tudo aquilo que você deseja ter, só nunca se esqueça de que o mesmo esforço que coloca nos bens materiais, deve ser investido na busca pela paz de espírito, felicidade e amor.

Crie em si mesmo essa consciência e ensine para a sua família. O amor sempre será o bem mais valioso que podemos ter. Só ele pode nos transformar nossas vidas.

Guarde as palavras do Padre Fábio de Melo em seu coração e tire um tempo todos os dias para agradecer todas as formas de amor que existem em sua vida.

Gostou da mensagem? Então não deixe de compartilhá-la com seus amigos através das redes sociais!

via; osegredo

A Solidão dos Avós: Um curta-metragem emocionante que está fazendo o mundo refletir

Os avós são figuras muito importantes em nossas vidas. Na maioria das famílias, eles são um pilar que mantém todos unidos, mesmo nos momentos mais difíceis da vida. No entanto, não podemos negar um fato: mesmo nas famílias mais presentes, existe a solidão da terceira idade.

Os idosos, principalmente quando moram sozinhos, podem se sentir deixados de lado, porque todos estão ocupados demais com as próprias vidas e podem acabar negligenciando o relacionamento com eles. Eles nem sempre conversam sobre sua solidão, porque não querem “cobrar” os filhos e netos, mas no fundo seus corações desejam por mais companhia, alguém para conversar, contar suas histórias, falar sobre a vida.

Estar sozinho é bom, mas se a solidão é constante, pode acarretar problemas emocionais. A solidão na terceira idade sempre existiu, mas é mais falada atualmente devido ao modo de vida que levamos, que acaba nos aproximando da tecnologia, enquanto nos afasta das pessoas.

É preciso conscientizar as pessoas sobre esse tema, mostrar que os idosos também se sentem solitários, abandonados e, por mais que não falem, precisam de companhia, amor, carinho, cuidado e interesse.Essas pessoas que dedicaram tanto tempo de suas vidas fazendo de tudo por nós, merecem também receber o melhor de nós.Mostramos abaixo um curta realizado pela profissional de animação Laura Stewart, que mostrou de uma maneira muito sutil a maneira como milhares de idosos se sentem.

O vídeo conta a história de um senhor que mora sozinho, até se deparar com uma nova companhia, que apenas complica a sua vida. Vendo que não tem outra opção, ele tem uma atitude amigável para com ela, o que acaba por acarretar um resultado que nos faz refletir muito sobre o sofrimento vivido por essas pessoas, e até onde elas iriam para ter alguém do lado.
Confira abaixo.

Muito reflexivo! Dedique mais tempo aos velhinhos em sua vida, não custa nada para você e pode fazer uma grande diferença na vida deles!

Compartilhe com os seus amigos e familiares se achou que este assunto merece a reflexão de todos!

via; paporetolive

Pesquisadores explicam 10 coisas que fazem você se sentir atraído(a) por alguém

“A cada segundo você tem a oportunidade de mudar sua vida, pois a todo momento você pode mudar como está se sentindo.” –Rhonda Byrne

Atração é mais do que apenas um pressentimento. Enquanto você é parte disso, o motivo pelo qual achamos alguém atrativo tende a ser muito mais científico do que acreditamos. Quando vemos alguém que achamos atrativo, talvez não nos perguntamos os motivos, e muito menos os motivos científicos.

No entanto, os pesquisadores descobriram que existem muitas razões pelas quais achamos algumas pessoas mais atraentes fisicamente do que outras. Se você já teve dificuldade em colocar em palavras o porquê de encontrar alguém tão atraente, essa lista de razões científicas pode ser útil para você.

Aqui estão algumas coisas que fazem você se sentir atraído por alguém

1. Simetria facial

Vários estudos encontraram que o quão atrativo alguém é depende pelo quão simétricos os rostos são. Isto significa que as pessoas que são mais atrativas tendem a ter ambos os lados do rosto ou corpo mais simétricos. A próxima vez em que você olhar o rosto de alguém e não entender o porquê dela ser tão atrativa, considere a simetria!

2. Pernas longas em mulheres e mais curtas em homens

Vários estudos encontraram que o quão atrativo alguém é depende pelo quão simétricos os rostos são. Isto significa que as pessoas que são mais atrativas tendem a ter ambos os lados do rosto ou corpo mais simétricos. A próxima vez em que você olhar o rosto de alguém e não entender o porquê dela ser tão atrativa, considere a simetria!

3. O formato do rosto de alguém

Estrógeno e testosterona, os hormônios que são encontrados em abundância em homens e mulheres, respectivamente, são responsáveis por formar a estrutura óssea dos rostos. O formato do rosto de alguém pode ser um indicativo dos níveis hormonais, e portanto a fertilidade e virilidade. Mulheres com queixos e sobrancelhas menores, par de olhos maiores, são percebidas como mais férteis, e assim também para os homens, com mandíbulas fortes e sobrancelhas. Essas características são uma combinação perfeita para a atração física.

4. O timbre de voz

O som da voz de alguém é determinada por hormônios, e isto pode, com certeza, afetar o quão atrativa a pessoa se torna para você. Para homens, a voz mais grave é vista como mais atrativa, o qual significa que eles têm mais testosterona. Para mulheres, a voz mais fina é associada com a feminilidade.

5. Comportamento altruísta

Encontrar alguém fisicamente atrativa é mais frequente do que você imagina, baseado mais do que aparência física. A ciência tem mostrado às pessoas que são mais gentis e têm mais compaixão em sua personalidade aparentam ser mais atrativas. Altruísmo é algo que mostra que parceiros em potencial serão, também, um investimento em bom seres humanos. Também mostra que os potenciais parceiros serão bons pais, o que é algo que as pessoas, muitas vezes, pensam subconscientemente ao avaliar a atratividade de um parceiro potencial.

6. Genetica complementar

Casais que se parecem são muito mais frequentes do que você imagina. A ciência explica que você está frequentemente atraído por recursos que se parecem muito com os seus, porque as pessoas são atraídas para coisas familiares. Isso significa que você e seu parceiro podem ter uma semelhança na genética, desde o tom de pele até a cor do cabelo, até mesmo a altura! Além disso, a genética complementar é benéfica para potenciais filhos. Ao escolher um parceiro, você pode achar que seu “tipo” tende a ser alguém que se parece muito com você.

7. Cicatrizes no rosto

Esta pode ser um pouco complicado. Para parceiros de curto prazo, homens são considerados mais atrativos se eles têm cicatriz no rosto, mas mulheres não. No entanto, quando se procura um parceiro de longo prazo, as mulheres são mais propensas a escolher homens com cicatrizes faciais, pois muitas vezes são vistos como menos agressivos e mais carinhosos, o que é mais atraente para parcerias potenciais, a longo prazo.

8. Alguém que é interessante

A ciência diz que alguém que você acredita ser interessante é mais atrativo para você. Seu cérebro precisa constantemente de novos estímulos, e nós ficamos frequentemente entediados pelas coisas que não são atrativas para nós – sendo isto filme, livros, ou até mesmo pessoas. Se um parceiro não está prendendo sua atenção, você está propenso a achá-lo menos atrativo. É por isso que você talvez ache pessoas com a personalidade que dê certo com a sua, mais atrativas.

9. Índice de massa corporal

Isso pode não ser verdade para todos, mas de acordo com uma pesquisa, o índice de massa corporal (IMC) desempenha um papel na atração. Seu IMC é a correspondência entre sua altura e peso. As calculadoras de IMC avaliam sua altura e seu peso e os transformam em uma pontuação, e esse é o seu IMC. Quanto mais próximo do IMC de alguém é de uma proporção de 20,85, mais atraente você tende a achá-lo. Claro, você não pode saber o IMC de alguém só olhando, mas seu cérebro é capaz de ver o quanto a pessoa é proporcional em peso e altura.

10. Fidelidade

Cientificamente a atração aumenta muito mais em pessoas que você considera fiéis e dignas de confiança. Isso ocorre porque as pessoas que têm maior fidelidade estão provando ser bons parceiros e bons pais.

A atração é pessoal, e todos têm gostos diferentes! Mas, essas são algumas razões científicas pelas quais você pode achar o mesmo tipo de pessoas atraentes. Não há nada de errado com isso!

via; bemmaismulher

Funcionário de cinema na Bahia se aproxima de garotinho autista e o conquista com gesto emocionante

Vanessa, a mãe de Ben descobriu que o filho é autista, e conta a sua batalha diária para que o filho tenha uma vida normal e ativa. Conta que arriscou levar o filho ao cinema, e foi ai que teve uma experiência surpreendente com Ben graças à Gabriel, atendente da rede Cinemark.

Ter um filho é sempre uma tarefa árdua (e muito gratificante). Desde a gravidez até o nascimento e seu desenvolvimento, estamos sempre procurando o melhor para ele. E com Vanessa Freire não foi diferente. Seu querido filho Benjamin, de dois anos, foi diagnosticado com autismo quando tinha um ano e oito meses e aquilo realmente foi uma notícia devastadora para Vanessa e o marido. Mas isso não significou uma desistência. Pelo contrário, juntos eles foram atrás de terapias e de muita leitura para entender melhor sobre esse ‘mundo’. “Cada autista é diferente um do outro! Assim como nós! Cada um tem sua característica! Então os livros ajudam sim, mas não quer dizer que eles são carimbos idênticos! Então nosso aprendizado é no dia a dia!”, conta ela.

Desde então, Vanessa revela que Ben melhorou muito passando por fono, hidroterapia, terapia ocupacional e psicólogos. “Ele passou a falar (pouco ainda…. mas temos fé que cada dia mais), suportar mais sons, luzes…”, conta. Mas, de qualquer forma, o menino já tem interesses bem definidos, como animais marinhos, por exemplo. Não é à toa que era um cartaz do Aquaman no qual o garotinho estava interessado quando seus pais o levaram ao Cinemark de Juagardem, Shopping em Juazeiro, Bahia. A família, que é de Petrolina, preferiu ir lá por ser mais tranquilo e menos cheio. Segundo os pais, desde que o cartaz foi colocado, Ben logo se aproxima para ver bem de pertinho. Aparentemente, ele fala os nomes dos animais em português e em inglês, o que surpreendentemente chamou atenção de alguns funcionários.

O que ninguém esperava, porém, era que em algum momento, um deles, tentaria se aproximar do garoto. O rapaz Gabriel, como conta Vanessa, já tentou falar com ele, perguntando o nome dos animais. Ben respondia, do jeito dele, de longe, sem dar muita atenção. Contudo, em algum momento algo mudou. Gabriel tentou brincar com ele, mas Ben claramente não queria interação. Apesar das insistências do funcionário, nada parecia funcionar.

Mas foi aí que ele teve uma ideia que surpreendeu a todos: percebendo a forte ligação do menino com a irmã, Marinna e vendo o interesse dele em ver os dragões de um cartaz, Gabriel foi atrás da garota, pegou na mão dela e disse: ‘Vamos, Marinna, olhar os dragões’. “Benjamim vendo aquilo, percebeu que podia confiar nele, já que a sua irmã foi junto! Então benjamim foi ao encontro deles! Eles fingiram que Benjamim não estava ali… continuaram conversando! Como os dragões estavam altos, Benjamim pediu a Gabriel que pegasse no braço! Naquele momento, eu só pensei em pegar o celular e fazer a foto pra mostrar pro meu marido! Foi emocionante ver que Benjamim foi com um desconhecido, e confiou… e suportou o toque de um estranho! Me emocionei ao ver que um estranho tentou, tentou e tentou até conseguir! Depois que saiu do braço do funcionário eu pedi que ele desse tchau e ele deu… e entramos no cinema! Nesse dia pela primeira vez ele conseguiu assistir ao filme do começo até quase o finalzinho! Grande evolução!”, conta Vanessa.

Para a mãe, o que fez com que Ben cedesse foi a persistência do funcionário, sem exageros, sem forçar a barra, deixando as coisas rolarem no tempo dele. Sem falar, é claro, da inteligência dele em ir atrás da irmã para conquistar a confiança do menino. “Depois do post [ela publicou um post sobre o atendimento do Cinemark nas redes sociais], uma mãe me veio no direct e falou que seu filho de 9 anos amava filme, mas por ser autista ela nunca tinha levado ao cinema e que depois daquilo iria tentar! Uma semana depois veio me contar que levou… No começo a criança teve medo, mas depois ficou até o fim! Aquilo me emocionou! Me mostrou que estamos no caminho certo em mostrar as evoluções de Ben e que isso encoraja outros pais de autistas a encararem o mundo duro, que julga as birras, os gritos e as crises e simplesmente fingir demência perante aqueles olhares e fazer nossos filhos felizes!”, revela Vanessa. Para ela, o mundo precisa de mais Gabriel.

Segundo a mãe, é perceptível a falta de paciência e de pessoas ignorantes com uma falta de conhecimento acerca do assunto, apesar do crescente número de diagnósticos de autismo. “Temos que mostrar as pessoas como eles agem e como precisam agir para que eles se sintam confortáveis! E é com isso que tento mostrar… por isso criei a #benautista para mostrar às pessoas o meu dia a dia e evoluções com Benjamim! Afinal esse mundo também é novo pra a gente! Eles precisam de um mundo que seja PACIENTE, educado, E DE PESSOAS MENOS JUIZES SABE!? Que julguem menos o comportamento! Que se coloque no lugar do outro! Nossa frase é… cada conquista… mínima que seja… vai ser sempre comemorada como um primeiro passo na lua!”, conta.

Parece que um atendimento diferenciado como o do funcionário Gabriel realmente fez a diferença no dia não só dos pais, mas principalmente no de Ben, mesmo que ele não reconheça. Que tal se todos nos empenharmos para um mundo melhor igual esse funcionário fez? #boraencantar.

via; razoesparaacreditar

Jovens fazem vaquinha para ajudar catador de lixo que trabalha no Carnaval

Os dias de folia que marcam o Carnaval são lembrados como uma grande festa e confraternização entre milhões de pessoas que saem às ruas para se divertir e comemorar. Mas não é todo mundo que consegue cair na folia.

Muitas pessoas simplesmente não podem se dar ao luxo de pararem de trabalhar para se divertir. É o caso de um catador de lixo, cujo esforço e dedicação acabou sendo reconhecido por um grupinho de jovens que estavam foliando num bloco de carnaval de rua em São Paulo. Os rapazes decidiram fazer uma vaquinha entre eles por ali mesmo e entregaram o dinheiro ao catador logo em seguida para ajudá-lo de alguma forma.

Nem o catador, nem os rapazes foram identificados, mas o gesto de empatia mostra que um número grande e cada vez crescente de pessoas têm se preocupado com o próximo. O mundo tem jeito. Pessoas boas não faltam por aí.

Ações como essa certamente inspiram e renovam as esperanças de muitas pessoas e nos instiga a sermos mais humildes e sensíveis às necessidades dos outros. Boas ações geram boas ações!

https://www.instagram.com/p/Buj3WtNnhdZ/?utm_source=ig_embed

Uma internauta registrou o momento em que os foliões entregavam o dinheiro ao catador e postou no Instagram. No vídeo, o homem reage incrédulo, não acreditando que aquilo era pra ele.

“É sério? É sério?”, ele responde várias vezes. Os jovens em seguida agradecem o trabalho dele no Carnaval, entendendo que ele é parte importante da festa.

“Não cheguei a conhecer o catador e nem os foliões, tentei ficar invisível. De toda forma fica registrado meus parabéns para todos! Essa não foi a única cena que presenciei de agradecimento aos catadores nos últimos carnavais , mas foi a única que consegui gravar. Aos poucos as pessoas estão entendendo que #CarnavalSemCatadorÉLixo!”, disse a internauta.

Agora é necessário que o governo e o setor privado do país, que muita lucra com o Carnaval, reconheçam essas pessoas e as inclua de maneira mais justa e igualitária no mercado de trabalho. Queremos mais inclusão!

Se achou esta história inspiradora, compartilhe com os seus amigos e familiares!

Lady Gaga: “A Menina feia e sem futuro”, acaba de ganhar um Oscar

“Quando ela estava na faculdade, os colegas dela criaram um grupo chamado ‘Stefani Germanotta (Lady Gaga) jamais será famosa’. Aos 19 anos ela foi estuprada, enfrentou depressão, problemas sérios de autoimagem, lúpus, fibromialgia.

No começo da carreira, sua melhor amiga vivia um relacionamento abusivo e cometeu suicídio, a culpa da morte da moça recaiu sobre ela com a acusação de ‘ritual de sacrifício’ em nome da fama. Apesar de tudo isso, ela ergueu a cabeça, criou uma ONG de prevenção ao suicídio para jovens LGBT rejeitados pela família”. (Por Maya Falks)

Com o Oscar 2019 Lady Gaga alcança marco na história das premiações

Lady Gaga conquistou o Oscar de melhor canção original com “Shallow”, de “Nasce Uma Estrela”, na noite deste domingo, 24/2. Intérprete e compositora da música, a novaiorquina alcançou um importante marco este ano. Gaga é a primeira artista a sair vitoriosa no Oscar, Globo de Ouro, Bafta e Grammy em um mesmo ano.

Também vitoriosa no Bafta, considerado o Oscar britânico, Gaga não esteve na cerimônia, mas postou em suas redes sociais um agradecimento pela estatueta de canção original:

“Eu não posso acreditar que nós vencemos o Bafta de melhor canção original. Eu gostaria muito de estar lá. Fizemos um filme sobre música. Isso significa o mundo para mim. Obrigada a todos os nossos fãs, nós os amamos muito. Não estaríamos aqui sem vocês”.

No Grammy deste ano, Lady Gaga levou para casa os troféus de melhor performance pop em dupla e melhor canção escrita para mídia visual por “Shallow”, além do prêmio de melhor performance pop solo por “Joanne (Where Do You Think You’re Goin’?)”.

Confira o seu discurso na entrega do Oscar:
“Isto não é sobre ganhar e sim, sobre não desistir. Se você tem um sonho, lute por isso! Existe disciplina na paixão. E não é sobre quantas você é rejeitado, ou cair e apanhar. É sobre quantas vezes você se levanta, é valente e continua seguindo em frente”. Lady Gaga

Compartilhe com os seus amigos e familiares para mostrar a importância de lutar pelos sonhos!

via; portalraizes



“Descubra