5 coisas que cortam o efeito da pílula anticoncepcional

Neste texto, para informar às leitoras, falaremos do tema coisas que cortam o efeito da pílula. Muitas mulheres lançam mão de métodos contraceptivos para evitar a gravidez.

5 coisas que cortam o efeito da pílula anticoncepcional

Com certeza, as que fazem isso se importam e muito com a eficiência dos métodos contraceptivos que usam. O que essas mulheres talvez não saibam é que o modo de usar um contraceptivo pode reduzir (ou até eliminar) sua eficiência, é bom sempre estar informado sobre qualquer remédio pois eles podem causar graves problemas.

Há maneiras erradas de usar a camisinha, por exemplo (que, além, de impedir que funcione corretamente como contraceptivo, também aumentam a exposição a doenças transmissíveis no momento íntimo).

Com a pílula não é diferente: algumas situações podem reduzir bastante sua eficácia sem que sua usuária saiba. Listamos a seguir algumas delas bem como algumas explicações sobre como elas afetam o funcionamento do anticoncepcional e o que pode ser feito com relação a isso:

Esquecer de tomar o contraceptivo

Talvez nem precisássemos mencionar isso, mas é bom frisar: trata-se de um produto de consumo contínuo. Atrasos ou omissões no consumo da pílula podem diminuir sua eficiência como método contraceptivo. Por isso, é recomendável ler a bula do medicamento para ver como proceder em caso de atraso ou esquecimento.

Em qualquer caso, combinar o uso da pílula com outro método anticoncepcional compatível com ela é recomendável para diminuir a chance de engravidar (mesmo consumindo a pílula corretamente, existe uma pequena chance de engravidar).

Veja também:  Remédio Annita (bula, como funciona, efeitos colaterais)

Certos chás e plantas

O consumo elevado de certos chás com propriedades diuréticas pouco tempo antes ou pouco tempo depois de tomar a pílula pode fazer com que o produto seja expulso do corpo pela via da urina antes que tenha rido oportunidade de fazer efeito, o que, claro, reduz a eficiência do produto como método contraceptivo. O chá de hibisco é um exemplo de chá com esse possível efeito.

O chá de hipericão (erva-de-São João) é um chá que interfere com a eficácia da pílula anticoncepcional e que, por esta razão, não deve ser consumido por quem use a pílula como método anticoncepcional.

Diarreia ou vômito

Vomitar ou apresentar um caso de diarreia até umas 4 horas depois do consumo da pílula pode fazer com as substâncias presentes nela sejam expulsas do corpo antes de sua absorção pelo corpo da mulher, caso em que a eficácia do produto pode se perder parcial ou totalmente.

Caso isso aconteça, recomenda-se tomar logo a próxima pílula para garantir a proteção anticoncepcional.

Pessoas sujeitas a esse tipo de fenômeno com frequência, como as que sofrem de diarreia crônica, devem usar outros métodos para evitar a gravidez por causa da muito provável redução na eficiência do produto contraceptivo (e o consequente risco de engravidar).

Problemas relativos ao intestino

Os hormônios presentes no anticoncepcional podem não ser adequadamente absorvidos por pessoas que têm alguma alteração no órgão intestino. Por exemplo,  pessoas que sofreram ileostomia, um tipo de operação do intestino delgado, doenças como a de Crohn, um tipo de inflamação do intestino, ou pessoas que realizaram bypass jejunoileal.

Veja também:  Combinação de alimentos que você nunca deve fazer

Essas mulheres apresentam risco mais alto de engravidar apesar do consumo do contraceptivo do que as outras mulheres. É outro caso em que se recomenda o uso de outro método para evitar a gravidez.

Consumo de certos medicamentos

Alguns remédios, como certos antibióticos e remédios contra convulsões, estão entre os produtos que podem reduzir ou eliminar a eficiência do anticoncepcional.

A camisinha deve ser utilizada durante o consumo destes remédios e por até sete dias após a última dose deles ter sido tomada.

Esperamos que este artigo sobre coisas que cortam o efeito da pílula tenha sido interessante e claro e ajudado a elucidar a questão de maneira adequada para que as melhores decisões relativas a métodos de contracepção possam ser tomadas.

Links úteis;

<<< Outras matérias

Loading...
Partilhar este artigo
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.