Conheça os 7 alimentos que drenam sua energia

É normal que seus níveis de energia aumentem e diminuam ligeiramente durante o dia.

Uma variedade de fatores pode afetar esse fluxo e refluxo natural. Isso inclui os níveis de sono e estresse, seu nível de atividade física e os alimentos que ingere.

Geralmente, fazer uma refeição ou lanche tende a reabastecer seu tanque, ajudando você a se sentir mais energizado. No entanto, alguns alimentos podem realmente esgotar sua energia.

Este artigo lista sete alimentos que têm o potencial de drenar sua energia.

1) Pão Branco, Massa e Arroz

Os grãos são ricos em carboidratos, que fornecem ao corpo uma boa fonte de energia.

No entanto, grãos processados, como os encontrados no pão branco, massa branca e arroz branco, podem realmente causar mais danos do que benefícios no que diz respeito aos seus níveis de energia.

Isso ocorre em parte porque a camada externa do grão que contém a fibra, conhecida como farelo, é removida durante o processamento. Por causa disso, os grãos processados ​​contêm níveis mais baixos de fibra e tendem a ser digeridos e absorvidos mais rapidamente do que os grãos inteiros.

Por esse motivo, uma refeição ou lanche rico em grãos processados ​​geralmente cria um rápido aumento nos níveis de açúcar no sangue e de insulina, seguido por uma queda na energia.

Em contraste, os grãos integrais ajudam a regular seus níveis de açúcar no sangue e ajudam a manter sua energia constante ao longo do dia.

Grãos processados ​​também carecem de outra parte importante do grão: o germe. O germe contém muitos nutrientes importantes que também podem desempenhar um papel na manutenção de seus níveis de energia.

Por exemplo, o germe é especialmente rico em vitaminas B, que seu corpo pode usar para gerar energia.

Portanto, evitar grãos processados ​​ou substituí-los por alternativas de grãos inteiros pode fornecer a seu corpo mais nutrientes e prevenir picos e quedas de energia.

Resumo: os grãos processados ​​são encontrados em alimentos como pão branco, massa branca e arroz branco. Eles contêm
menos nutrientes e podem aumentar os níveis de açúcar no sangue, os quais podem drenar seus níveis de energia.

2) Cereais matinais, iogurtes e outros alimentos com adição de açúcares

Muitos alimentos no mercado são carregados com açúcares adicionados, que, quando consumidos com muita frequência, podem prejudicar seus níveis de energia.

Por exemplo, muitas pessoas consideram os cereais matinais uma parte importante de uma rotina de desjejum saudável e revigorante. No entanto, muitas variedades, na verdade, não conseguem entregar o início do dia de sustentação de energia esperado.

Isso porque a maioria dos cereais matinais contém muito pouca fibra, embora quantidades significativas de açúcares adicionados. Na verdade, os açúcares constituem até 50% do total de carboidratos encontrados em muitos cereais matinais populares.

Esta combinação de alto teor de açúcar e baixo teor de fibras pode elevar os níveis de açúcar no sangue e insulina, levando a um aumento da energia, seguido por um crash.

Recomendamos:  Estes são os 10 benefícios de colocar vinagre na máquina de lavar roupa

Além disso, algumas pesquisas sugerem que comer alimentos ricos em açúcares adicionados pode aumentar a probabilidade de você desejar outros alimentos açucarados, criando potencialmente um ciclo de esgotamento de energia.

Para evitar o efeito de esgotamento de energia dos cereais com açúcar, opte por variedades sem adição de açúcar que contenham pelo menos 4-5 gramas de fibra por porção.

Outros alimentos populares para o café da manhã que tendem a conter altos níveis de açúcares adicionados incluem iogurtes aromatizados, sucos, muffins, barras de granola e até mesmo alguns tipos de pão.

Se você está procurando manter seus níveis de energia altos, provavelmente se beneficiará em evitá-los ou encontrar alternativas menos açucaradas.

Resumo: os alimentos que contêm grandes quantidades de açúcares adicionados podem reduzir seus níveis de energia, em vez de aumentá-los. Eles também podem aumentar seu desejo por outros alimentos açucarados, o que pode criar um círculo vicioso de drenagem de energia.

3) Álcool

O álcool é conhecido por seu efeito relaxante.

Na verdade, muitas pessoas relatam que beber um pouco de álcool ao jantar ou à noite tende a ajudá-las a adormecer com mais facilidade.

Embora isso possa parecer positivo, não é necessariamente assim.

Isso porque o álcool pode realmente reduzir a qualidade e a duração do seu sono, levando a um sono menos reparador em geral.

Portanto, embora o álcool possa ajudá-lo a se sentir mais relaxado ou a adormecer mais facilmente, dependendo da quantidade que você ingere, ele pode, na verdade, drenar sua energia, fazendo com que você acorde na manhã seguinte se sentindo menos descansado.

Níveis baixos a moderados de consumo de álcool não parecem ter muita influência na qualidade ou duração do sono. Apenas grandes quantidades de álcool parecem drenar energia desta forma.

Portanto, para evitar os efeitos drenantes de energia do álcool, certifique-se de manter seu consumo dentro de níveis baixos a moderados.

Isso é definido como uma ou menos bebidas padrão por dia para mulheres e duas ou menos bebidas para homens. Uma bebida padrão é o equivalente a 355 ml de cerveja, 148 ml de vinho ou 44 ml de destilados.

Resumo: Consumir muito álcool, especialmente na hora de dormir, pode reduzir a qualidade e a duração do seu sono, provavelmente fazendo com que você se sinta mais cansado no dia seguinte.

4) Café

Quando consumido com moderação, o café pode ter efeitos físicos e mentais positivos.

Por exemplo, estudos mostram que o café pode ajudar a reduzir o risco de desenvolver doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson, em 26–34%.

Uma revisão de 18 estudos relatou ainda que cada xícara de café que uma pessoa consome por dia pode reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo 2 em até 7%.

Também foi relatado que a cafeína, o estimulante do café, cria um aumento de curto prazo na energia e na função cerebral, do qual muitas pessoas confiam quando estão se sentindo cansadas.

Recomendamos:  Use essas 6 plantas para combater inflamações e proteger o cérebro de Parkinson e Alzheimer

Dito isso, beber café regularmente fará com que seu corpo desenvolva uma tolerância, o que reduzirá o poder de seus efeitos. Mais importante, depender regularmente de café em vez de obter nutrição adequada ou dormir pode drenar sua energia ao longo do tempo.

Muita cafeína também pode afetar negativamente a qualidade do seu sono, o que pode reduzir seus níveis de energia a longo prazo.

Aqueles que consomem café devem limitar sua ingestão a cerca de quatro xícaras por dia.

Resumo: quando consumido com moderação, o café pode aumentar os níveis de energia e fornecer uma série de benefícios adicionais . No entanto, depender regularmente de café para aumentar seus níveis de energia, em vez de nutrição e sono adequados, pode sair pela culatra a longo prazo.

5) Bebidas energéticas

Não há como negar que as bebidas energéticas podem fornecer um aumento de energia de curto prazo.

Na verdade, vários estudos mostram que as bebidas energéticas podem aumentar a concentração e a memória em cerca de 24%, além de reduzir a sonolência.

Os fabricantes de bebidas energéticas incluem um coquetel de ingredientes estimulantes em suas formulações. No entanto, os pesquisadores atribuem a maioria dos efeitos de aumento de energia ao açúcar e à cafeína que essas bebidas contêm.

Quando se trata de açúcar, muitas bebidas energéticas contêm quantidades ridiculamente altas – às vezes até 10 colheres de chá (52 gramas) por embalagem.

Como mencionado anteriormente, consumir grandes quantidades de açúcares adicionados pode fazer com que sua energia suba e, em seguida, caia drasticamente, potencialmente fazendo com que você se sinta mais cansado do que antes de consumir a bebida.

Além disso, como é o caso do café, quem consome regularmente bebidas energéticas pode desenvolver tolerância à cafeína que contêm. Isso significa que o bebedor precisa consumir quantidades cada vez maiores para experimentar os mesmos efeitos de aumento de energia.

Além disso, algumas pesquisas mostram que as bebidas energéticas podem reduzir a duração e a qualidade do sono. Se isso acontecer com muita frequência, espere que reduza seus níveis de energia.

Também vale a pena mencionar que as bebidas energéticas às vezes contêm significativamente mais cafeína do que a mesma quantidade de café.

Por exemplo, a marca 5-Hour Energy contém 200 mg de cafeína por 57 ml. Isso é cerca de quatro vezes mais cafeína do que você encontraria na mesma quantidade de café.

Isso pode fazer com que alguns consumidores de bebidas energéticas excedam o limite diário recomendado de 400 mg de cafeína, o que pode causar nervosismo, ansiedade e palpitações cardíacas. Também pode piorar os ataques de pânico.

Resumo: as bebidas energéticas podem fornecer um aumento de curto prazo nos níveis de energia. No entanto, seu alto teor de açúcar e cafeína pode reduzir a duração e a qualidade do seu sono e fazer com que seus níveis de energia caiam, deixando você com uma sensação de esgotamento.

6) Fritos e Fast Foods

Alimentos fritos e rápidos também podem drenar sua energia. Isso ocorre porque geralmente são ricos em gordura e pobres em fibras, dois fatores que podem retardar a digestão.

Recomendamos:  Rituais diários para elevar a energia sagrada da mulher

Uma digestão mais lenta pode reduzir a velocidade com que os nutrientes que aumentam a energia entram no corpo, atrasando o aumento da energia que você geralmente espera após uma refeição.

Além disso, alimentos fritos e fast food tendem a ter baixo teor de vitaminas, minerais e outros nutrientes essenciais. Alimentos ricos em nutrientes ajudam a aumentar e manter seus níveis de energia, mas comer alimentos fritos e fast food com muita frequência pode desalojá-los de sua dieta.

Consumir muitos alimentos gordurosos de uma só vez também pode fazer com que você se sinta muito cheio. Em alguns casos, isso pode esgotar sua energia ou desejo de fazer qualquer coisa nas próximas horas.

Resumo: os alimentos fritos e fast food são geralmente pobres em nutrientes, ricos em gordura e pobres em fibras. Eles podem retardar sua digestão e deslocar nutrientes que aumentam a energia de sua dieta, potencialmente drenando seus níveis de energia a longo prazo.

7) Alimentos de baixa caloria

Quando chega a hora do lanche, algumas pessoas optam por versões de baixa caloria de seus alimentos favoritos, acreditando que são a escolha mais saudável.

No entanto, incluir muitos desses alimentos em sua dieta pode fazer com que você coma um número insuficiente de calorias ao longo do dia, o que pode reduzir gravemente seus níveis de energia.

Calorias são uma unidade de medida usada para estimar quanta energia um alimento fornecerá ao seu corpo depois de digerido. Seu corpo usa calorias para sustentar funções básicas, como respiração, pensamento e batimento cardíaco.

As calorias que você consome também cobrem a energia que você gasta movendo-se ao longo do dia, incluindo as calorias que você queima com exercícios.

Fornecer regularmente a seu corpo substancialmente menos calorias do que o necessário pode criar desequilíbrios hormonais e desacelerar seu metabolismo, deixando você se sentindo esgotado.

Comer muito poucas calorias nas refeições ou lanches também pode aumentar os desejos. Isso pode levá-lo a comer demais na próxima refeição, deixando-o se sentindo muito cheio e lento.

Resumo: alimentos de baixa caloria não são eficazes para aumentar seus níveis de energia. Eles também podem fazer com que você consuma menos calorias por dia do que o seu corpo precisa, perturbando o equilíbrio hormonal e o metabolismo, e deixando você com uma sensação de esgotamento.

Concluindo

Comer e beber são geralmente considerados formas eficazes de aumentar seus níveis de energia.

No entanto, o que você come importa. Mais especificamente, os sete alimentos e bebidas listados acima têm maior probabilidade de drenar seu tanque de energia do que reabastecê-lo.

É improvável que o consumo desses alimentos com pouca frequência ou moderação tenha efeitos negativos de longa duração. No entanto, se você tem níveis de energia constantemente baixos, pode se beneficiar evitando esses alimentos completamente.

Via: healthline



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *