Dar boas risadas evita depressão e previne doenças do coração, aponta pesquisa

Sorrir é o melhor remédio”, assim diz o ditado popular, não é mesmo? Eu acredito nesse ditado, aliás, sempre acreditei e além de acreditar, também o colocava em prática. Infelizmente, com o passar dos anos, parece que vamos amadurecendo e nos tornando cada vez mais ranzinzas. Passamos a reclamar mais das situações, deixando que o medo e o estresse da vida cotidiana tome conta de nós.

Sinceramente, não sei quando foi que perdi aquele frescor da vida, aquela leveza, aquela certeza de que tudo vai dar certo, aquela alegria de viver. Sempre fui uma pessoa otimista, que conseguia enxergar em todas as situações uma saída, e fosse qual fosse essa saída eu mantinha sempre a minha cabeça erguida e a certeza de que ao amanhecer viria um lindo dia ensolarado.

Porém, a pressão que é exercida sobre nós de que temos que estudar e vencer na vida, de que temos que comprar um apartamento e um carro bom, de que temos de casar e ter filhos e sermos bons pais, e ter dinheiro para ir de férias e para ir jantar ou almoçar fora de vez em quando, senão a vida não será completa e nem plena.

Ufa! Até fico cansada só de fazer essa lista, pois são tantas as coisas que me veem à cabeça, são tantos objetivos que nos são impostos a cumprir… e por falar em impostos, como ei de conseguir pagá-los? E a conta no banco que vai ficar no vermelho? E a prestação da casa ou do carro? E a escola das crianças? Ai meu pai será que darei conta de tudo? 

Santo Deus! Essa lista até me dá palpitações! Não tenho conseguido ser uma boa esposa e nem uma boa mãe, o que vão pensar de mim? E quanto aos homens que sofrem com a pressão de que têm de ser machos a qualquer custo, que têm de ser os provedores de todas as necessidades de suas famílias, caso contrário será um fracassado.

Recomendamos:  Maneiras simples de lidar com a ansiedade

Credo!!! Como não perder o entusiasmo pela vida com tantas cobranças?! É sufocante!

A minha alma pede socorro dentro de mim, ela precisa respirar tranquila. Será que precisamos mesmo de cumprir todos esses objetivos para sermos felizes e plenos?

Será que tudo isso vale a pena? Vale a pensa perder a vida e o que há de melhor nela em busca de coisas? Todo esse estresse nos causa doenças que aos poucos vão nos tirando a vida e todo o dinheiro que você lutou para ganhar, vai gastar em médicos e remédios. De que vale isso? Faz algum sentido?

Hoje tenho certeza de que não vale a pena! A vida é muito mais do que isso! Por isso decidi voltar a sorrir e me livrar de todo esse fardo horroroso que me foi imposto ao longo da minha vida e nem me dei conta disso.

Não me dei conta de que perdi a alegria de viver em busca de sucesso na vida, de vencer na vida, mas vencer o quê? E para quê? Se no fim das contas o que vale mesmo são as gargalhadas que demos e com quem partilhamos esses momentos.

Na hora do adeus, ninguém se arrepende de não ter tido uma casa ou um carro bom, as pessoas se arrependem de não terem vivido, de não terem compartilhado momentos de amor e ternura ao lado que quem ama, de ter perdido momentos de muitos sorrisos, pois, no fundo, é isso que vale a pena, o resto é comido pela terra, inclusive a nossa própria carne.

Sei que me estendi um pouco nesta lista interminável que até me deixa cansada, mas foi por uma boa causa, pois o objetivo desse artigo, meus amigos leitores, é fazer com que vocês enxerguem o quanto estamos exaustos e sobrecarregados, e porquê levamos uma vida que não nos satisfaz.

Recomendamos:  Este simples banho de espada de são jorge elimina mau olhado e abre caminhos

Pois, muitos de nós, vamos gradualmente deixando de sorrir, deixando de apreciar a beleza da vida, deixando de contemplar a natureza, e esses pequenos, mas, extremamente significativos hábitos, são essenciais para a nossa saúde e bem-estar. São esses hábitos que dão significado às nossas vidas e isso é comprovado cientificamente.

Não acredita? Pois, acredite! O sorriso, por exemplo, libera hormônios que acalmam o nosso corpo e mente e até ajuda a combater diversas doenças como depressão, ansiedade, e inclusive doenças cardiovasculares.

Sorrir é das coisas mais saudáveis que podemos fazer, pois, nos torna otimistas e esperançosos na vida. Dilui o estresse do dia a dia, une as pessoas, ajuda a manter o equilíbrio emocional, fortalece o sistema imunológico,  e pasmem! Até ajuda a manter a pele mais jovem.

Sorrir libera serotonina e endorfina, aumentando o fluxo sanguíneo e auxiliando no controle da pressão arterial e prevenindo doenças cardiovasculares.

A endorfina liberada durante um filme de comédia, por exemplo, ajuda a aliviar dores e tensões por todo o corpo, pois diminui o cortisol que é um dos hormônios responsáveis pelo estresse, medo e ansiedade.

A ciência e os benefícios do riso

Durante a década de 70 um escritor chamado Norman Cousins foi diagnosticado com uma doença auto-imune. Cousins, baseado em evidências da época, considerou que se o estresse podia piorar sua doença, então o contrário faria com que ela regredisse.

Foi a partir dessa constatação que Cousins começou a assistir programas e filmes humorísticos, o que fez com que a doença entrasse em remissão.

Com base nessa experiência, Cousins escreveu um artigo que foi publicado no  New England Journal of Medicine e inclusive um livro sobre a sua experiência chamado de Anatomy of an Illness: A Patient’s Perspective, publicado em 1979.

A experiência de Cousins foi assumida por muitos pesquisadores, inclusive pelo médico e pesquisador acadêmico Dr. Lee Berk que anteriormente descobriu que o riso tem efeitos surpreendentes e significativos sobre o organismo humano.

Em estudos feitos por Dr. Lee e seus colegas, observou-se que em participantes do grupo que assistiram vídeos humorísticos durante o experimento, houve um aumento de 27% a 87% de hormônios do bem-estar e dos que ajudam a otimizar o sistema imune, respectivamente. Ao contrário do grupo que não assistiu aos vídeos de humor.

Recomendamos:  Veja como os danos nos nervos se desempenham na fibromialgia

Em outros estudos eles descobriram que o riso reduzia os níveis dos hormônios do estresse como cortisol, adrenalina e dopamina em 39, 70 e 38%, respectivamente. A liberação de altos níveis desses hormônios de maneira sistemática são prejudiciais ao sistema imunológico.

Eles descobriram também que o riso reduz as inflamações em pessoas com diabetes. O riso foi apresentado como terapia adjuvante no cuidado do diabético, reduzindo citocinas inflamatórias e possível risco de doenças cardiovasculares.

Os médicos concluíram que emoções positivas como otimismo e esperança têm um efeito significativo na saúde das pessoas.

Além disso, o sorriso gera empatia e confiança entre as pessoas, pois ficamos mais atraentes quando sorrimos.

Com o aumento do fluxo sanguíneo e liberação de hormônios do bem-estar, causados pelo riso, há também como consequência disso, uma melhora na qualidade do sono, na respiração, digestão e inclusive um aumento da criatividade.

Está comprovado! Sorrir é sempre o melhor remédio, mas para isso temos de deixar essa carga toda que carregamos diariamente.

Essa paranoia que nos é imposta, de que temos de vencer na vida, custe o que custar, nem que para isso eu tenha de passar por cima dos meus valores, por cima dos meus irmãos, sem olhar onde piso e nem em quem piso, pois, o importante é vencer! O importante é chegar lá!

Mas chegar aonde? Você já se fez essa pergunta? Se não, então faça e reflita sobre ela, e mude agora a sua vida, pois não vai adiantar de nada se arrepender numa cama de hospital!

Entre aqui e veja mais matérias do site sinais de luta.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *