dieta cetogênica
Curiosidades,  Saúde

O que é dieta cetogênica, o que ela pode mudar no seu corpo?

Gostaria de saber o que é dieta cetogênica, e o que ela pode mudar no seu corpo? Tentaremos explicar da forma mais clara e simples possível neste texto.

Este é um assunto que vem sendo alvo de interesse considerável nos últimos tempos, especialmente por pessoas interessadas nos benefícios que uma mudança na alimentação pode trazer para suas vidas.

 

Saiba o que é dieta cetogênica, e o que muda no seu corpo

Em primeiro lugar, é bom que saibamos que a dieta cetogênica inclui uma redução acentuada no consumo de carboidratos em relação ao que é mais comum.

Gorduras, como as presentes no abacate, na noz e no amendoim, são mais consumidas do que costuma ser o caso. As proteínas também têm um papel aumentado nesta dieta, passando a corresponder a cerca de um terço das calorias ingeridas.

Alimentos a evitar ao fazer dieta cetogênica

Entre os alimentos que costumam ser evitados em dietas do tipo que estamos discutindo, podemos mencionar arroz, batata, pizza, pão e macarrão. Entre os alimentos geralmente permitidos nela, podemos citar carnes, incluindo embutidos, frutas, queijo, carne e sementes.

A dieta cetogênica pode tratar ou curar diabetes e câncer?

Esta dieta tem sido aplicada com objetivos entre os quais podemos mencionar melhoria do desempenho físico (inclusive por atletas profissionais), perda de peso, controle da epilepsia, papel no qual tem sido utilizada há várias décadas, ajudar a controlar diabetes do tipo 2 e, em certos casos, tentar desacelerar o avanço do câncer, cujos tumores se alimentam principalmente de carboidratos.

Em resumo, se você não ingerir açúcar e carboidratos o prório câncer vai morrer de fome!

Veja também:  Benefícios do aspargo para saúde (+ 2 receitas com aspargo)

O que é estado de cetose?

A dieta de que estamos falando leva o corpo ao estado de cetose, um estado em que o corpo, privado de glicogênio (forma na qual o corpo armazena os carboidratos para produção de energia no futuro) por causa do período prolongado de baixo consumo de carboidratos, passa a oxidar gordura para produzir energia.

A gordura queima mais lentamente do que o carboidrato, o que evita aqueles picos e quedas súbitas de energia causados pelo consumo de carboidratos.

Outras vantagens da dieta cetogênica

Outra vantagem da dieta cetogênica é que os alimentos de que ela consiste tendem a satisfazer por mais tempo, o que ajuda a evitar excessos alimentares, o que é bom para alguém preocupado com o próprio peso ou com a forma física.

Mudanças no corpo

É preciso ter em mente que é comum que, no começo, o corpo resista a essas mudanças. Em consequência, não é incomum que nas primeiras semanas dessa dieta a pessoa sinta náuseas, fadiga persistente e tontura. A principal causa disso é a baixa na concentração de glicose no sangue, a hipoglicemia. A pessoa também tende a urinar mais e sua pressão pode cair consideravelmente.

Câimbras são relativamente comuns nestas circunstâncias. Outros efeitos colaterais da dieta relativamente comuns (mas não garantidos) são prisão de ventre (por causa do baixo consumo de fibras; recomenda-se, se necessário, recorrer a um complemento com baixa quantidade de carboidratos) e mau hálito, por causa da formação de acetona durante a cetose.

Por conta da redução do desempenho físico, especialmente em atividades anaeróbicas, durante o período em que o corpo está se adaptando à dieta, ela pode não ser uma boa opção para atletas profissionais, que dependem de seus resultados, a não ser que eles possam ter tempo (fora da temporada de competições) para se adaptar.

Veja também:  Como ensinar o cachorro a fazer as necessidades no lugar certo

Depois de passado o período de adaptação, muitos atletas conseguiram resultados melhores do que conseguiam com suas antigas dietas. Além disso, nem todas as pessoas passam por sintomas durante esse período de adaptação.

O que fazer quando deixa a dieta cetogênica?

Em todo caso, se resolver deixar a dieta cetogênica recomenda-se que a pessoa não volte a seus hábitos alimentares antigos da noite para o dia, pois o corpo poderá ter problemas para lidar com o consumo de carboidratos em quantidade na não está mais acostumado, o que pode causar mal-estar e ganho repentino de peso.

A dieta cetogênica não costuma ser indicada para quem tem mais de 65 anos de idade ou com história de problemas de saúde como doenças cardiovasculares, acidente cerebral vascular, insuficiência renal ou hepática ou que estejam usando remédio que contenha cortisona.

Em casos como os mencionados acima, um médico precisa autorizar o início da dieta, que deve ser monitorada por um nutricionista.

Explicamos neste texto o que é dieta cetogênica, e o que ela pode mudar no seu corpo. Esperamos ter explicado de maneira clara esta questão e que o leitor tenha achado este artigo interessante.

Lembramos que as informações apresentadas neste artigo têm fim educacional apenas e não devem substituir a orientação de um profissional de saúde devidamente treinado.

<<< Outras matérias

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.