Felizes para sempre, uma linda história de amor
Diversos,  Motivacional

Felizes para sempre, uma linda história de amor

Olá leitoras e leitores dessas infinitas palavrinhas que nos fazem viajar no tempo e em histórias de vida que nos inspiram. Essa é apenas a minha história, e quero compartilhar com você como ela aconteceu…

Meu nome é Lúcia, estou com 37 anos e sou muito bem casada. Quero contar para você minha história de amor. E tudo o que tive que passar antes para ser feliz hoje com meu marido.

Felizes para sempre, uma linda história de amor

Bom, nossa história começou há 4 anos atrás. Na época, eu andava desiludida com todos os casos que não tinham dado certo na minha vida. Fui enganada, traída e até roubada algumas vezes, pelas pessoas que acreditei gostar de mim.

Sempre fui uma pessoa feliz que amava facilmente quem estivesse ao meu redor. Mas passado alguns anos entrei numa profunda amargura por conta de pessoas que me feriram de várias formas.

Aos 30 anos, eu trabalhava e trabalhava. Não pensava em mais nada além de trabalho, pois era a única forma de passar o meu tempo. E o meu tempo era de solidão e falta de fé nas pessoas, muito menos em relacionamento.

Para mim, certamente o amor era algo que já não existia, e já nem me relacionava com ninguém por medo de sofrer novamente, definitivamente minhas forças haviam acabado.

Me lembro muito bem da noite que conheci o homem, que hoje é meu marido e pai do meu filho. Era uma terça-feira comum, e eu como de costume saia do trabalho e ia direto pra casa. Mas nesse dia minha colega de trabalho, a Maristela, me chamou insistentemente para ir num barzinho com ela depois do expediente.

Eu realmente não tinha vontade de sair, mas acabei indo por causa dela. Era cedo ainda, umas 19:00 da noite. E foi chegarmos no bar, a mãe dela ligou avisando que ela precisava ir urgente pra casa, por motivos pessoais.

Veja também:  4 signos do zodíaco que não querem relacionamentos sérios

Bom, eu estava desanimada e continuei ali no bar mais um pouco. Depois vi que ia tocar o cover da minha banda mais preferida da época da adolescência, Legião Urbana! Quem nunca? rs

O bar estava praticamente vazio quando a banda começou a tocar “Metal Contra as Nuvéns” e nesse momento entrou um cara estranho no bar. Pelo menos eu achei ele muito estranho, bom, ele sentou lá do outro lado, quase de frente pra mim.

Acreditem ou não, mesmo após tanto tempo sem olhar pra alguém, algo me chamou a atenção nele, não sei se era a roupa estranha ou barba por fazer.

Mas na verdade foi a expressão do rosto dele. Um pouco cabisbaixo e com um olhar tímido. Ele parecia ser alguém tão sozinho quanto eu, ali naquele bar vazio, ouvindo Legião, enfim.

Não teve como não me identificar de imediato com aquele sujeito. E fiquei curiosa, mas muito na minha. Eu definitivamente jamais iria trocar sequer uma palavra com ele, mesmo que tivesse curiosidade. E ele parecia estar ainda mais distante que eu.

Pedi um drink, e a noite seguia entre uma música e outra que me faziam recordar tempos de uma adolescência feliz e intensa.

Num dado momento, o vocalista brincou, dizendo que era o show mais vazio que haviam feito até aquel dia. E falou para que os poucos que estavam ali no bar pedirem sua música preferida.

Pois bem, eu e o “cara estranho” gritamos coincidentemente ao mesmo tempo e na mesma vibração “Monte Castelo” e ficou aquele silêncio no bar! Olhei pra ele e ele pra mim, sorrimos! Porque aquilo foi tão…tão… orquestrado! Que parecia ter sido ensaiado.

Veja também:  Como tirar mancha de tinta de cabelo da roupa (5 dicas)

Sorrindo ele se levantou e eu também, e caminhamos de encontro um ao outro. Ele se apresentou: “Prazer, Pedro” e eu me senti muito bem, enquanto a banda concluia que a “maioria” queria Monte Castelo, começaram a tocar…
”ainda que eu falasse a língua dos homens e falasse a língua dos anjos, sem amor, eu nada seria…é só o amor, é só o amor que conhece o que é verdade…”

A partir daquela noite, acredito que já estávamos completamente apaixonados um pelo outro. Trocamos telefone, e trocamos bebidas, e trocamos tantas coisas após esse dia, que eu já perdi a conta. Pois continuamos trocando até hoje toda a triteza por toda a felicidade.

Sempre acreditei que nada é por acaso, e hoje sei que o amor acontece quando menos imaginamos. E é lindo! Cada um tem uma história e essa foi o começo da minha.

Hoje somos felizes e temos o Pedro Lucas com 2 aninhos, temos planos para o futuro, e sonhamos com grandes objetivos para nossa família.

Há e é claro…Sempre que tem cover do Legião Urbana em qualquer lugar ou bar, lá estamos nós! Curtindo bem felizes nossa música favorita!

Se você gostou da minha história, se te inspirou de alguma maneira ou se identificou com ela, pode deixar um comentário abaixo, gostaria de saber e compartilhar com quem mais ainda acredita no amor por aqui.

Ou se você está desanimado pode desabafar também, sei bem como é passar por isso, mas acredite, tudo passa. Gosto de escrever, ouvir e contar histórias, estou aqui pra somar e compartilhar! E que sejamos todos “felizes para sempre”

Links úteis:

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.