InícioHistóriasMãe obriga filho a fazer flexões em local público como castigo, Mãe...

Mãe obriga filho a fazer flexões em local público como castigo, Mãe primeiro, amiga depois disse

Publicidade

Molly Wooden, uma mulher dos Estados Unidos, postou uma imagem em suas redes sociais onde parabeniza uma mulher desconhecida pela forma como agiu com o filho. “Precisamos de mais pais como você, que não tenham medo de criar seus próprios filhos.”

Todo pai tem métodos para criar seus filhos e filhas, é verdade que ninguém nasce sabendo ser pai. Mas, há pessoas que realizam práticas que podem surpreender os outros, pois podem se opor totalmente a outras formas de ensino que alguns consideram ‘corretas’.

Foi o caso de uma mulher no Texas, nos Estados Unidos, que flagrou uma mãe repreendendo o filho e não hesitou em compartilhar em seu perfil do Facebook, onde a apoiou totalmente ao ver a punição nada convencional pelo comportamento do menor.

Em vez de lhe dar um sermão típico e repreendê-lo, ele o puniu de outra forma: obrigou-o a fazer flexões no chão de um banheiro público. Molly Wooden, que foi a mulher que viu a mãe, escreveu no post:

“Quando seu filho respondeu, ela permaneceu calma e controlada enquanto acrescentava mais 10 flexões ao castigo dele.”

Continue a ler após a publicidade.

Na postagem, Molly dedicou algumas palavras à mãe: “Se eu não tivesse meus filhos nos braços teria aplaudido você (…) Precisamos de mais pais como você, que não tenham medo de criar seus próprios filhos e que não se importa o que as outras pessoas possam pensar”, escreveu ele.

Recomendamos:  Famílias tiveram que trocar seus cadáveres depois de descobrir confusão no funeral

De acordo com Molly, o menino respondeu insistentemente à mãe: “Mãe, esse piso do banheiro é nojento”, ao que a mãe respondeu: “Talvez você não devesse ter agido tão mal”.

Depois que a imagem foi revitalizada, a mãe entrou em contato com Molly e agradeceu a reação e o apoio que teve por ela, já que centenas de usuários que viram a imagem a criticaram por deixar o filho tocar o chão do banheiro.

Publicidade

Em entrevista à ABC News, Molly reiterou seu apoio à mulher, dizendo que ela é “primeiro mãe, amiga depois”, ela também criticou a forma atual de educar, acrescentando que “qualquer consequência por seu mau comportamento deve ser seguida com firmeza. Você não pode voltar atrás”, conclui. via:PQNA

- Publicidade -

Mais vistos