InícioComportamentoMãe proíbe irmãos de chegar perto de sua bebê por não gostarem...

Mãe proíbe irmãos de chegar perto de sua bebê por não gostarem do nome dela

Publicidade

Tornar-se papai e mamãe é algo que vem com muitas responsabilidades, mas também tem muita emoção.

Embora possa parecer assustador ter que escolher móveis para o quarto do bebê e ter certeza de que você tem fraldas o suficientes à mão, há alguns elementos realmente divertidos que vêm junto com a entrada na paternidade e maternidade. Para muitas mães e pais, escolher o nome de seus filhos é um dos momentos mais emocionantes e significativos nos estágios iniciais de se ter um bebê.

Uma recém mamãe deu à luz a sua bebê em 2020 e decidiu dar parcialmente o nome de sua mãe à filha. O nome da mãe dela é Lia, e o nome da bebê é Kalia. Foi uma maneira divertida para ela sempre honrar sua mãe. Embora a nova mãe tivesse irmãos, ela não era particularmente próxima deles, e os três tinham a tendência de discordar de sua criação. A mulher sempre se deu muito bem com sua mãe, mas seus irmãos tiveram uma experiência muito diferente.

Felizmente, os três geralmente eram capazes de se darem bem um com o outro até que um dia tudo mudou. Os dois irmãos da mulher se recusaram a chamar sua bebê pelo nome verdadeiro, não importava o quanto ela insistisse que eles o fizessem. Completamente frustrada com sua recusa inflexível, a mulher decidiu que seria melhor se seus irmãos não estivessem na vida da bebê, causando ainda mais problemas dentro da família. A mulher foi ao Reddit em novembro de 2020 para pedir conselhos e ver se ela estava errada por excluir seus irmãos da vida de sua filha.

Recomendamos:  Descubra as 2 bolas entre os limões em apenas 15 segundos

Uma criação diferente

Começando seu relato no Reddit, a pessoa que originalmente postou a história (OP) falou sobre como foi a sua criação e como é a sua vida atualmente. Ela explicou que como sua mãe a teve bastante tarde na vida, ela não teve a chance de realmente crescer com seus irmãos. Eu acho que ela não foi uma boa mãe na primeira vez, muito neurótica e controladora, e ela queria ter uma bebê”, disse a OP. Ela tinha ouvido algumas histórias assustadoras sobre como sua mãe era para seus irmãos, mas ela ainda a amava a apreciava por tudo o que ela fazia enquanto crescia.

“Eu tive uma menina há seis meses e a chamei de Kalia, em homenagem à minha mãe, Lia”, disse a OP. Seus irmãos mais velhos foram completamente surpreendidos por isso e ficaram furiosos com a OP por ter escolhido esse nome. A OP explicou, “Meu irmão continuou fazendo comentários sobre a pobre bebê, e por quê eu não a chamei apenas de Jezebel”. Sua cunhada também ficou irritada e automaticamente assumiu que a bebê da OP seria sempre a neta favorita, e a OP seria sempre a criança favorita. A irmã da OP levou isso pior do que ninguém e expressou que a mãe deles não merecia ter alguém com o nome dela.

Continue a ler após a publicidade.

Felizmente, todos os três irmãos foram capazes de se dar bem na maior parte do tempo, até que o puro desgosto deles pelo nome de Kalia se tornou demais para a OP lidar. “Eles são sempre simpáticos com Kalia, mas eles a chamam de K ou bebê”, disse ela. “Eu realmente não gosto de K e eu quero que ela se chame Kalia”. O irmão e a irmã da OP não estavam tão irritados, no entanto, e alegaram que ter que dizer a parte “Lia” do nome de Kalia era muito difícil e os deixava chateados.

Recomendamos:  8 benefícios mágicos da resiliência

Discordando sobre o nome

istockphoto.com/MivPiv

Mesmo que a OP tenha sido persistente em dizer aos seus irmãos para chamarem sua filha pelo seu verdadeiro nome, seus irmãos ainda assim recusaram. Mais e mais pessoas começaram a chamar a bebê pelo novo apelido K – até mesmo a mãe da OP, apesar do quanto a machuca ao fazer isso. A OP decidiu que aquilo já havia passado dos limites, 

“Kalia é sua própria pessoa e não tem nada a ver com o que minha mãe fez anos atrás”, ela elaborou. “Eu finalmente lhes disse que se eles não podem chamá-la pelo nome dela, então eles não precisam ficar perto dela”.

A OP explicou ainda que ela planejava não convidar mais seus irmãos e irmãs para sua casa e que ela não queria que eles tivessem muito do papel de tio ou tia de Kalia. Seu irmão era bastante indiferente à situação, mas sua irmã ficou muito ofendida e alegou que a OP estava sendo extremamente insensível.

Os usuários do Reddit não gostavam das ações da OP e a deixaram saber que ela estava definitivamente errada por se recusar a deixar seus irmãos estarem ao redor da sua bebê. Só porque ela não teve uma experiência ruim com a mãe deles ao crescer não significa que ela deva desacreditar os sentimentos de seus irmãos. 

Um usuário comentou: “Escolha um apelido que você não odeia e tenha um pouco de simpatia pela experiência muito diferente deles”. Outro usuário ofereceu um novo apelido que pareceu um bom compromisso para todos os envolvidos e pousou no nome Kali. No final das contas, muitos usuários da Reddit disseram a OP que sua filha provavelmente sempre teria algum tipo de apelido e que ela não deveria ser tão controladora sobre isso.

Recomendamos:  5 produtos de limpeza que nunca devem ser misturados

Você acha que esta nova mãe estava certa ou errada em não deixar seus irmãos fazerem parte da vida da bebê por causa do apelido que eles lhe deram?

Publicidade

via:apost

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais vistos