Remédio Losartana bula
Saúde

Remédio Losartana (bula, efeitos colaterais, contra-indicações)

Hoje nós iremos conversar um pouco sobre o medicamento conhecido como Losartana. Assim, você tem a capacidade de saber mais sobre a funcionalidade desse remédio, para que ele normalmente é prescrito e sua bula.

Remédio Losartana bula

Remédio Losartana, bula, efeitos colaterais e contra-indicações

Agora vamos comentar um pouco sobre qual a utilidade desse medicamento. Para quem não sabe, o Losartana potássica é um medicamento que é normalmente indicado para tratar casos de pressão alta e insuficiência cardíaca.

É um medicamento bastante eficiente, e costuma ser prescrito quase que diariamente por médicos na intenção de tratar pacientes com alguma dessas duas doenças que eu mencionei anteriormente.

Uma outra utilidade para o Losartana, é que ele também pode ser utilizado como medicamento na prevenção do AVC e em problemas renais que são frutos de pacientes que contém diabetes tipo 2, ou até mesmo para ajudar na recuperação após o paciente sofrer de ataque cardíaco.

Como utilizar o Losartana?

Se tratando do tempo que o tratamento perdura com esse medicamento, é algo que vai variar de acordo com a doença que o paciente tem atualmente. A dose também é algo que varia bastante e levando em consideração a doença que o paciente tem.

Em casos de pressão alta: o paciente deverá consumir 50mg droga uma vez ao dia, podendo ser aumentada dose posteriormente até 100 mg mantendo a administração de uma vez ao dia.

Insuficiência cardíaca: em casos de insuficiência cardíaca, a dose Inicial é de 12, 5 mg mantendo administração em uma vez ao dia. Nesse caso, a dose também poderá ser aumentada se empregado aumente até o número desejado pelo médico. A dose comum que é utilizada em tratamento prolongado, normalmente é de 50 mg, administrada uma vez ao dia.

Diabetes tipo 2 com perda de proteína na urina: para o tratamento, é normalmente recomendado o consumo de 50 mg de Losartana uma vez ao dia.

Podendo ser aumentada dose até 100 mg com a administração de uma vez ao dia.
Administração do medicamento pode ser feita tanto com o alimento ou sem alimento. Mas, a recomendação de especialistas é que você vem a consumir a droga sempre no mesmo horário.

Atenção: o uso desse medicamento deve ser prescrito por um médico especialista para garantir a eficácia do tratamento. Na intenção de evitar maiores preocupações, não faça a administração do Losartana por conta própria. Procure um médico especialista na área para pedir auxílio, até mesmo para saber se esse medicamento é de fato que você precisa atualmente.

Efeitos colaterais

Durante a administração do Losartana, os efeitos colaterais que são mais comuns de acontecer com usuários desse medicamento são os seguintes: pressão arterial baixa, fadiga, diminuição dos níveis de açúcar no sangue, alteração no funcionamento do sistema renal com produção de pouca urina, excesso de potássio no sangue, anemia e aumento de ureia ou creatinina no sangue.

Veja também:  5 coisas que cortam o efeito da pílula anticoncepcional

É possível aparecer também em casos de sonolência, dor de cabeça, distúrbios do sono, aumento do batimento cardíaco, dores na região do tórax, sensação de falta de ar, dor abdominal, prisão de ventre, náusea ou vômito, diarreia, coceira em algumas áreas do corpo, alguém de inchaço nas pernas e nos pés.

Levando em consideração esses sintomas, muito importante que você evite administrar o Losartana por conta própria na intenção de combater alguma das doenças que nós mencionamos anteriormente. A má administração desse medicamento, pode resultar em complicações muito graves o seu quadro atual de saúde. Portanto, procure um médico especialista para que ele possa auxiliar você durante a administração do medicamento.

Existem casos seríssimos de pessoas que fizeram uma administração incorreta do Losartana, e por conta dessa administração incorreta, essas pessoas tiveram complicações gravíssimas no seu quadro atual de saúde. E essas complicações, podem inviabilizar o tratamento da doença que ela tem atualmente como por exemplo, pressão alta, diabetes tipo 2 e insuficiência cardíaca.

Contra-indicações

Losartana é um medicamento que não deve ser utilizado por mulheres que estão grávidas ou durante o período de amamentação. Ele também é um medicamento que não é prescrito para crianças menores de 18 anos de idade. Para pacientes que contém algum problema no fígado ou até mesmo alergia a algum dos componentes que fazem parte da fórmula do Losartana, o uso dessa medicação está estritamente proibido.

Para saber se você se encaixa no quadro de pacientes que podem utilizar a medicação, Procure sempre o seu médico para maiores informações sobre o produto e sobre a utilização dele.

Como funciona Losartana?

O medicamento conhecido como Losartana potássica, tem como princípio ativo aumentar o diâmetro de todos os vasos sanguíneos na intenção de ajudar o coração a bombear o sangue para todas as regiões do corpo com maior facilidade, diminuindo assim, a pressão arterial.

No caso de pacientes que apresentam insuficiência cardíaca, esse medicamento ajuda a melhorar o funcionamento do coração e a reduzir os riscos que são providos por essa doença ao coração e os vasos sanguíneos causando por exemplo um derrame.

O Losartana também atua diretamente na proteção do rim em casos de diabetes tipo 2, evitando que haja uma perda significativa de proteínas que são importantes para o nosso corpo através da urina.

Veja também:  Saiba como desinchar a barriga, dicas para acabar com o problema

Lembrando mais uma vez que antes de utilizar a medicação, é necessário conversar com seu médico para se submeter a uma bateria de exames na intenção de encontrar a causa do seu problema, podendo chegar também se a medicação se faz um tratamento adequado.

Precauções com relação a Losartana

Para que o uso dessa medicação seja seguro, antes de utilizar o Losartana é importante que você converse com seu médico em caso de apresentar algum desses problemas listados abaixo:

  • Histórico de inchaço labial, garganta ou da sua língua;
  • Presença de diarreia excessiva e vômito;
  • Bloqueio ocasional dos vasos sanguíneos que levam o sangue para o rim;
  • Ter feito recentemente no transplante de fígado;
  • Caso apresente insuficiência cardíaca com ou sem insuficiência renal, ou caso exista histórico de arritmias cardíacas;
  • Mau funcionamento das válvulas do ccoraçã;
  • Doença coronária ou vascular cerebral;
  • Hiperaldosteronismo;
  • Administração de medicamentos para controlar a pressão arterial.

O médico irá avaliar a sua condição de saúde atual, na intenção de provera você no medicamento adequado e a patologia correta da duração do tratamento conforme a necessidade do paciente.

Losartana é considerado um medicamento diurético?

Não necessariamente. Apesar do Losartana ter uma ação similar a ação dos diuréticos na hora de reduzir a pressão arterial, ele não aumenta a perda de líquidos através da urina, logo, não pode ser categorizado como diurético.

Losartana causa aumento de peso?

Não. Essa é outra especulação com relação aos efeitos colaterais do medicamento. Mas, não passa de uma especulação! O Losartana não tem a capacidade de prover ao paciente um aumento considerável de gordura corporal.

Superdosagem

Em caso de administração incorreta com relação a dose recomendada do medicamento, podem surgir sintomas como por exemplo: pressão arterial baixa e aumento do batimento cardíaco. Caso você conheça alguém ou esteja passando por esse tipo de sintomas devido a uma má administração do medicamento, é necessário que você procure um médico imediatamente para evitar maiores complicações.

Essas foram as advertências e precauções com relação ao remédio conhecido por Losartana. Esse medicamento tem a sua eficácia comprovada mas, o seu uso deve ser acompanhado de um médico especialista para evitar maiores complicações principalmente no coração e no rim leia sempre a bula de todos os medicamentos antes de tomar.

Artigos relacionados;

Partilhar este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.