Hábitos que prejudicam a saúde da vagina

Neste texto, vamos falar de um assunto íntimo e delicado, mas que deve ser abordado de forma clara e franca. Vamos tratar neste artigo de como certos hábitos que prejudicam a saúde da vagina, podendo, por exemplo, dar origem a sintomas como coceira, corrimentos e dores na hora de urinar.

Hábitos que prejudicam a saúde da vagina e você provavelmente não sabe

Um hábito que pode ter más consequências (para a saúde vaginal bem como para outros aspectos da saúde da mulher) é o de não visitar com a devida regularidade um ginecologista. Visitando regularmente um ginecologista, fica mais fácil detectar mais cedo e tratar problemas de saúde sérios como o câncer de mama ou o de dolo do útero, para citar apenas dois. A saúde vaginal da mulher também pode se beneficiar dessas visitas e da prevenção decorrente.

Usar calcinhas de tecidos sintéticos é um hábito que pode ter consequências negativas. Muitas mulheres não sabem deste faro, mas usar estas calcinhas pode ajudar na criação de um ambiente que facilita a multiplicação de fungos, pois trata-se de peças de roupa íntima tendem a reter umidade da transpiração em vez de absorvê-la além de impedir que a região vaginal fique mais bem arejada. Recomenda-se o uso de peças feitas de materiais como o algodão.

Ainda relacionado com roupas, há o fato de que usar com frequência calças ou calcinhas apertadas pode abafar a região ao mesmo tempo que estimula a transpiração. Como com o caso das calcinhas de tecido sintético, de que falamos acima, trata-se uma combinação que favorece a disseminação de fungos, como aqueles que causam a doença chamada candidíase.

Veja também:  7 curiosidades sobre o planeta terra que você provavelmente não fazia ideia

Não se recomenda usar a ducha para limpar a vagina, pois o jato de água que ela lança elimina uma camada que serve para proteger a área. As chances de ter uma infecção na vagina, causada por mudanças no equilíbrio dos microrganismos presentes na região, aumentam quando a proteção de que falamos retirada pela ducha. Muitas mulheres não têm ideia disso. Pensando que estão cuidando de sua saúde íntima, elas podem estar se prejudicando.

Outro hábito que pode ter consequências negativas para a saúde da região vaginal é o de usar o mesmo sabão para lavar esta região e o resto do corpo. Mesmo que não se use sabonete íntimo, pode-se usar um neutro ou que seja hipoalergênico.

Outros sabonetes podem desequilibrar o pH da região, o que pode causar um desequilíbrio da flora bacteriana da região. Além disso, sugere-se usar a menor quantidade possível de produtos na região, para diminuir as chances de alterações prejudiciais no pH.

Uma coisa pode parecer não ter nada a ver com a outra, mas uma alimentação desequilibrada pode provocar problemas na região vaginal. Afinal de contas, a alimentação afeta vários aspectos da saúde humana.

Ter relações sem proteção pode causar muitos problemas de saúde de impacto geral (como contrair doenças como AIDS, sífilis, gonorreia, etc.) assim como problemas concentrados na região vaginal.

Veja também;

A depilação é um procedimento geralmente feito por razões estéticas e que pode ter um papel no surgimento de problemas de saúde relacionados com a região vaginal. Com a eliminação da proteção que eles fornecem, aumentam as chances de alergia ou de infecção na região, que passa a ficar em contato mais direto com a calcinha e com produtos como o sabonete.

Veja também:  Benefícios do bacalhau para o corpo e mente

Se a mulher quiser se depilar, porém, sugere-se que ela pelo menos use cera que possua procedência conhecida e confiável e faça uso de lâminas novas, bem higienizadas e sem sinais de ferrugem.

Espero que tenham gostado de saber estes hábitos que prejudicam a saúde da vagina, tenha-os em conta para o futuro, eles podem ser muito úteis para si ou para alguma amiga ou familiar, deixe um comentário com a sua opinião sobre esta matéria.

Links úteis;

<<< Outros artigos

Loading...
Partilhar este artigo
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.