Um bom homem como padrasto é um encontro de almas

Às vezes, é o padrasto quem ensina a uma criança que um pai deve ficar, porque família não é quem tem o mesmo sangue, mas quem nos escolhe família. Ter um bom padrasto não é uma consequência biológica. É um encontro de almas.

Tão comum em nosso país, são aqueles homens que são “os tais” na hora de fazer um filho, mas covardes na hora de criá-lo. Isso é muito triste. Milhões de crianças são abandonadas ainda na barriga da mãe, todos os anos, deixando marcas em suas autoestimas frágeis que dificilmente serão superadas.

Continuar a ler Um bom homem como padrasto é um encontro de almas