Quando me separei fiquei na rua, foi a maior lição da minha vida

“Eu sou realmente uma sem-teto?”

Foi o que fiquei me perguntando durante os meses em que dormi no chão do meu ex-marido, minhas roupas amontoadas em uma mala perto da minha cabeça.

Quando pensei na palavra “sem-teto”, imaginei um homem sentado na calçada pedindo alguns trocados.

Continuar a ler Quando me separei fiquei na rua, foi a maior lição da minha vida

Sou mãe solteira e às vezes só preciso um ombro para chorar

Muitas vezes as pessoas parecem surpresas quando digo que sou uma mãe solteira. Aparentemente, pareço muito equilibrada, meus filhos parecem felizes e bem cuidados, e eu pareço bem descansada.

Meus filhos sempre têm o que precisam para a escola. Eu me certifico de que eles sejam bem-sucedidos. Em outras palavras, as pessoas acham que tenho minhas coisas muito bem organizadas para fazer isso sozinha.

Continuar a ler Sou mãe solteira e às vezes só preciso um ombro para chorar

O mundo não pertence aos espertos, mas sim aos honestos

“A esperteza um dia é descoberta e vira vergonha. A honestidade se transforma em exemplo para as próximas gerações. Uma corrompe a vida; a outra enobrece a alma.” (Chico Xavier)

Se olharmos à nossa volta, teremos uma visão pouco otimista sobre a vida, uma vez que muita gente sem caráter vive em meio ao luxo e à riqueza. Duvidaremos, de início, da máxima que diz ser o tempo implacável na colheita do que cada um semeia, afinal, tem muita gente que semeia discórdia, porém, não parece colher tempestade alguma, muito pelo contrário.

Continuar a ler O mundo não pertence aos espertos, mas sim aos honestos